STJD pune Aparecidense por injúria racial e arremesso de objeto

Foto: Facebook/AA Aparecidense
Anúncios

Em julgamento realizado nesta segunda, dia 15, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva puniu a Aparecidense pelas ocorrências do dia 18 de maio, quando o Camaleão recebeu e venceu a Juazeirense, pela Série D.

O clube goiano foi punido por injúria racial cometida pelos torcedores contra o goleiro Deijair, do clube baiano, e pelo arremesso de um copo na direção do atleta. O jogador da Juazeirense relatou à arbitragem ter sido chamado de “macaco” e “macaco fedorento” por torcedores da Aparecidense.

Os fatos, ocorridos aos 42 do segundo tempo da partida, acarretaram em multa de R$ 60 mil e perda de dois mandos de campo para o Camaleão. A situação teve maioria dos votos na Quinta Comissão Disciplinar do STJD.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Denunciado por ter chutado o alambrado na situação (tendo sido expulso), Deijair prestou esclarecimentos por videoconferência e foi absolvido. Outro que recebeu o cartão vermelho na ocasião foi Jeam, atacante da Juazeirense. O atleta foi acabou sendo suspenso por um jogo.

Comentários

comentários

PUBLICIDADE