5.6 C
New York
quinta-feira, abril 25, 2024
InícioQuadraFutsalApós passagem pelo Vila Nova, goiano vai defender clube tradicional do futsal...

Após passagem pelo Vila Nova, goiano vai defender clube tradicional do futsal paulista

O goiano Otávio Augusto Júnior vai representar Goiás num dos clubes mais tradicionais do futsal do estado de São Paulo. Ele foi anunciado pelo Pulo do Gato, de Campinas, que disputa a Liga Paulista, a principal na modalidade no país.


O atleta é natural de Anápolis e tem apenas 21 anos. Ele atua como ala e pivô e, por último, jogou pelo Vila Nova. No currículo, Otávio também tem passagens por Goiás, Arena e Maracanã, além de ter defendido a seleção goiana.

Mais do futsal
Veja os times que vão disputar a Copa Goiás

- Anúncio -

Nas ruas de Campinas, o jovem atleta já tem sentido a diferença de um grande centro. Ao EG, o ala/pivô explicou que, só de ser visto com a camisa do Pulo, é parado pelos torcedores. “É uma equipe gigante aqui em Campinas. A gente andando com a camisa de treino na rua, todos perguntam que dia a gente vai jogar. Dá para ver que a galera gosta bastante do clube”, relata.

A estrutura, claro, também é outro fator que pesa na escolha do jogador, que mantém altas expectativas pela estreia com o uniforme aurinegro em 2024. “A estrutura aqui é muito avançada, destinada para o atleta ter sempre o rendimento maior”, avaliou.

Início nas quadras do interior goiano

Desde criança, ainda em Anápolis, Otávio jogava futsal. Na base de Arena e Maracanã se desenvolveu e mostrou potencial, o que o levou à seleção goiana, onde foi campeão nacional na base.

O atleta viveu grandes momentos em Goiás, sobretudo com dois títulos estaduais sub-20, a conquista nacional com a seleção goiana, mas agora pensa em viver voos mais altos. “Meu sonho é evoluir cada vez mais”, destaca.

Agora, o goiano também encara o desafio de ser um dos principais nomes do estado na modalidade e quer fazer valer o status num grande centro do futsal. 

“Tem um grande significado (ser um goiano num grande centro). E é também uma responsabilidade muito grande. Apesar de Goiás ter vários atletas qualificados, infelizmente, nem todos têm a oportunidade”, comenta.

Na avaliação dele, o estado ainda carece de investimento mais robusto no futsal, seja por parte dos municípios ou mesmo da federação. Otávio cita que torneios que não são organizados pela FGFS ganharam força em detrimento aos oficiais.

“Falta estrutura, investimento de todas as cidades goianas, e também da federação, que infelizmente deixa a desejar em alguns fatores. Por isso, hoje em dia em Goiás, os “interiores/extras” são bem mais valorizados e disputados que os campeonatos da federação goiana”, critica.

O Pulo do Gato é um dos principais clubes de futsal de São Paulo, mas não joga a Liga Nacional de Futsal. O time de Campinas costuma participar, sobretudo, de regionais.

Acompanhe o EG também nas redes sociais: FacebookTwitterInstagram e Youtube.
Anúncio

Últimas

Anúncio
error: Este conteúdo é protegido por direitos autorais!
P