5.6 C
New York
quinta-feira, abril 25, 2024
InícioFutebolVila NovaNovas adições no Vila Nova, Roberto e Sandrinho mesclam experiência e juventude

Novas adições no Vila Nova, Roberto e Sandrinho mesclam experiência e juventude

Nesta terça-feira (2), o Vila Nova deu seguimento à série de apresentações dos atletas contratados para a temporada de 2024. Depois de Fernandão e João Vitor, foi a vez de Roberto e Sandrinho conversarem pela primeira vez com a imprensa, destacando a mescla de experiência e juventude que o Tigre busca para o decorrer do ano.

Mais do Tigrão
Em apresentação, Fernandão projeta títulos e João Vitor celebra oportunidade no Vila
Em três anos, Vila Nova reduz mais da metade das ações judiciais contra o clube

A experiência de Roberto

Aos 33 anos, o lateral esquerdo Roberto vai disputar a sua 13ª Série B na carreira. Segundo o próprio, ele já fez de tudo na competição. Foi campeão (com a Chapecoense), subiu para a Série A, terminou no meio da tabela, foi rebaixado. Isso tudo serviu para fornecer mais bagagem.

- Anúncio -

Agora, depois de atuar pelo Novorizontino na Série B de 2023, Roberto vai defender a camisa do Vila Nova. O interesse do time goiano no jogador não é novo, mas enfim a negociação terminou em final feliz. Em homenagem ao Tigre, o lateral até mesmo pintou o cabelo de vermelho, na expectativa de uma boa temporada.

“Estou muito feliz de finalmente ter fechado aqui. Quando o Frontini me procurou antes, eu estava praticamente fechado com o Ituano (em 2022). A palavra do atleta ainda vale mais, e por isso fechei com eles. Desta vez, enquanto estava rolando o Campeonato Brasileiro, eu já vinha com conversas sobre o outro ano. Falei que não estava pensando em renovar, a minha ideia era ir para um clube grande, com torcida, de massa”, analisa.

A juventude de Sandrinho

Muito rápido, faz bastante facão e gosta de fazer gols. É assim que Sandrinho, atacante de 22 anos, se define. Feliz pela oportunidade no Vila Nova, ele vem de um 2023 em que participou de 13 partidas e marcou oito gols pelo Trindade, que conseguiu a vaga na Divisão de Acesso de 2024.

“No Goiás, não tive muitas oportunidades no profissional, só no sub-20. Fui campeão invicto lá, artilheiro. Eu esperava muito ter oportunidade no profissional, acabei não tendo. Fui descendo, mas deu tudo certo, sempre me empenhei, dei minha vida nos treinamentos. Tive a oportunidade de ir para o Trindade e voltar ao cenário novamente”, comenta.

Acompanhe o EG também nas redes sociais: FacebookTwitterInstagram e Youtube.
Luiz Felipe Mendes
Jornalista formado pela PUC Goiás. Amante de todos os esportes, especialmente futebol e futebol americano.
Anúncio

Últimas

Anúncio
error: Este conteúdo é protegido por direitos autorais!
P