Na memória: com Paulo Ramos e Pedro Júnior, Vila Nova surpreendeu na Copa SP 2005

Foto: Fernando Pilatos/Gazeta Press
Anúncios

A Copa São Paulo de Juniores 2018 teve início nesta terça-feira, 2 de janeiro. O Vila Nova será um dos quatro representantes goianos. E a equipe treinada por Ariel Mamede pode se inspirar numa geração que brilhou no torneio na década passada, mais precisamente na Copa SP 2005.

A 36ª edição do mais tradicional campeonato de base do país foi especial para o colorado, que atuou no estádio José Liberatti, em Osasco. Sob o comando de Roberto Oliveira, os garotos estrearam no dia 4 de janeiro, empatando sem gols contra o Fluminense. Depois garantiram a liderança do grupo K, vencendo o Osasco por 2 x 1 e massacrando o Rondônia por 10 x 1 (maior goleada do torneio).

Na primeira fase, Vila Nova enfrentou o Fluminense, de Toró. (Foto: Fernando Pilatos/Gazeta Press)

Na segunda fase, o Vila atropelou o Internacional: 3 x 0. Outro clube gaúcho (Grêmio) desafiou o Tigrinho na fase seguinte. E novamente foram os jovens goianos que levaram a melhor: 2 x 0, com muita autoridade.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O então campeão Corinthians foi o adversário nas quartas de final, na Arena Luminosa, em Araraquara. Contando com atletas como o goleiro Júlio César, Fábio Ferreira, Nílton, Élton, Dinélson, Abuda e Bobô, a equipe paulista saiu na frente com Wilson, no fim do primeiro tempo. Aos 22 da etapa final, Luís Ricardo converteu pênalti sofrido por Marques e deixou tudo igual: 1 x 1. Com o empate, a decisão foi para as penalidades e o time alvinegro avançou, com triunfo de 5 x 3, onde o próprio Luís Ricardo desperdiçou sua cobrança. Posteriormente, o Corinthians levou o título da Copa SP 2005.

Time-base e destaques

O time-base era composto por Vinícius; Jefferson, Vitor, Humberto e Ronan (Eduardo); Leandro, Alisson, Cássio e Luís Ricardo; Paulo Ramos e Pedro Júnior. Os atacantes Marques e Rodriguinho, que chegaram a titularidade no profissional, também fizeram parte do elenco.

Veja os atletas que vão defender o Tigre na edição 2018!

Pedro Júnior foi um dos principais goleadores do torneio: marcou 7 gols (ao lado de Bobô, do Corinthians). Borebi (Noroeste) foi o artilheiro, com 8. A maior goleada da Copa SP 2005 foi do Tigrinho: 10 x 1 sobre o Rondônia (RO), no dia 12/01, no José Liberati, em Osasco.

Participações anteriores

A primeira vez que o Vila Nova jogou a Copa São Paulo de Juniores foi em 1974, representando o Estado ao lado do Goiás. No ano seguinte chegou até as oitavas de final, perdendo para o Palmeiras. Em 86, 88 e 92, o clube alvirrubro foi o único representante estadual.

Desde 2005, o Vila joga a Copinha em todos os anos. A edição de 2018 será a 14ª participação seguida da equipe colorada. Outras boas campanhas do Tigrinho no torneio vieram em 2006 (após ter a melhor campanha entre os segundos colocados, caiu na segunda fase, diante do Moto Club/MA) e em 2007 (eliminado pelo São Bernardo, nos pênaltis, nas oitavas). Em 2016, a eliminação veio para o Mirassol, nas oitavas de final. Outra vez que o clube chegou às oitavas foi em 2003, perdendo nos pênaltis para o Vitória.

Na última edição (2017), o Vila fez uma campanha aquém do esperado, sendo eliminado na primeira fase. Venceu o Náutico (2×1), empatou sem gols com o Tanabi e foi derrotado por 2 x 0 pelo Mirassol. Acabou na terceira posição da chave 2.

Ficha técnica:
Vila Nova 1 x 1 Corinthians – pênaltis: 3 x 5
Quartas de final da Copa SP 2005
Data: 20/01/2005
Horário: 18h30
Local: Fonte Luminosa, em Araraquara (SP)
Arbitragem: Marcelo Krochmalnik (SP); Marcelo dos Santos (SP) e Flávio Silveira (SP)
Público e renda: não divulgados
Cartões amarelos: Élton, Fábio, Renato, Bobô, Carlão (COR) e Leandro, Luís Ricardo (VIL)
Gols: Wilson (COR) aos 43′ 1T (0-1); Luís Ricardo (VILA) aos 22′ 2T (1-1).
Pênaltis convertidos: Bobô, Marcelo Godri, Ji Paraná, Abuda, Wilson (COR); Cássio, Rodriguinho, Leandro, Eduardo (VIL).
Pênalti perdido: Luís Ricardo (VIL).
Vila Nova: Vinicius; Jefferson (Marques), Vitor, Humberto e Eduardo; Leandro, Alisson, Cássio e Luís Ricardo; Paulo Ramos (Rodriguinho) e Pedro Júnior.
Técnico: Roberto Oliveira
Corinthians: Júlio César; Fabiano, Fábio, Marcus Vinícius (Abuda) e Renato; Vanderson, Carlão (Marcelo Godri), Bruno Octavio (Ji-Paraná) e Élton; Wilson e Bobô.
Técnico: Adaílton Ladeira

Comentários

comentários

PUBLICIDADE