De volta à elite, bicampeão Crac tenta reviver tempos de glória no Goianão

Arte: Willian Rommel/Esporte Goiano
Anúncios

Depois de amargar a Divisão de Acesso em 2018, um dos times mais tradicionais do estado está de volta à elite do Campeonato Goiano. Campeão da Segundona no ano passado, o Crac, bicampeão estadual, quer mostrar que ainda é forte e aposta em conquistar ao menos uma vaga na Série D.

O Leão do Sul não fez nenhuma contratação muito renomada, mas montou um time equilibrado. Comandado pelo técnico Ney da Matta, com passagens em torneios importantes como a Série B e conhecido no futebol mineiro, o clube catalano conseguiu trazer atletas como o goleiro Bruno Fuso, o lateral Iran, o atacante Uálisson Pikachu, entre outros jogadores com passagens em clubes de Minas Gerais.

O presidente do Crac, Roberto Silva, acredita que o retorno do clube catalano é um atrativo extra no Goianão 2019. “Pela nossa camisa e tradição, o Campeonato Goiano se fortalece. Temos uma torcida vibrante e participativa, além de termos conquistado a taça duas vezes”, disse em entrevista ao Esporte Goiano.

Clube Recreativo Atlético Catalano (Crac)
Fundação: 13 de julho de 1931 (87 anos)
Estádio: Genervino da Fonseca (8.500 espectadores)
Melhor participação: Campeão (1967 e 2004)
Em 2018: Campeão da Divisão de Acesso
Palavra do dirigente: “Sonhamos até com o título. O primeiro objetivo é ficar entre os oito, respeitando todos os adversários. O time será aguerrido e forte. Temos que sair com, pelo menos, uma vaga na Série D”, afirmou o presidente Roberto Silva ao Esporte Goiano.
Time base: Bruno Fuso; Iran, Tiago Garça, Nilo e Michael Heberth; Peu, Marcinho e Uálisson Pikachu; Edmar, Alef e Michael Paulista.
Briga por: Classificação às quartas e Série D

Comentários

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

comentários

PUBLICIDADE