Goiás recebe CRB para embalar na Série B

Anúncios
Foto: Vitor Monteiro/Esporte Goianoespo

O Goiás tenta emplacar a segunda vitória sob o comando de Argel Fucks neste sábado, 29, às 16h30, no Estádio Serra Dourada, diante do CRB. O jogo acontece de portões fechados. O clube goiano cumpre pena por briga de seus torcedores no clássico contra o Vila Nova.

Na 14ª colocação com 20 pontos, uma vitória é fundamental para o Goiás se aproximar do G-4 nesta reta final do primeiro turno. O quarto colocado no momento é o Juventude, com 27.

Escalações

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O técnico Argel tem dois desfalques para o jogo deste sábado. O zagueiro Matheus Ferraz está com uma lesão muscular. O volante Willians recebeu o terceiro cartão amarelo diante do Ceará.

Na zaga, Fábio Sanches retorna ao time titular após se recuperar de uma lesão no púbis. Ele não joga desde o dia 19 de abril. Na vaga de Willians, Argel preferiu colocar o atacante Carlos Eduardo.

Confira mais informações do Verdão

No CRB, o técnico Dado Cavalcanti tem três desfalques. O zagueiro Adalberto e o meio-campista Edson Ratinho estão suspensos. O atacante Zé Carlos, contundido, também está de fora.

Gabriel será o titular na zaga. Elvis e Tony disputam a vaga de Ratinho. No ataque, o substituto é um velho conhecido da torcida esmeraldina, Neto Baiano.

Retrospecto

O Goiás tem ampla vantagem nos confrontos contra o CRB. Em cinco jogos, são quatro vitórias esmeraldinas e apenas uma dos alagoanos. O Verdão marcou 11 gols e sofreu apenas dois.

FICHA TÉCNICA:

Goiás x CRB

Data: 29/07/2017

Horário: 16h30

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia

Arbitragem: José Woshington da Silva (PE); Ricardo Bezerra Chianca (PE) e Fabrício Leite Sales (PE).

GOIÁS: Marcelo Rangel; Tony, Fábio Sanches, Alex Alves e Carlinhos; Pedro Bambu, Elyeser e Andrezinho; Carlos Eduardo, Léo Gamalho e Júnior Viçosa. Técnico: Argel Fucks.

CRB: Edson Köllin; Marcos, Flávio Boaventura, Gabiel e Diego; Yuri, Danilo Pires, Tony e Chico; Erick Salles e Neto Baiano. Técnico: Dado Cavalcanti.

Comentários

comentários

PUBLICIDADE