Goiás perde no tempo normal, nos pênaltis e se despede da Copa Verde

Reprodução: GoTV
Anúncios

O Goiás está eliminado da Copa Verde. Na noite desta quarta-feira (23), o esmeraldino perdeu para o Cuiabá por 2 a 1 no tempo normal. Como a equipe do Verdão venceu o primeiro jogo por 1 a 0 e não há gol qualificado, – vantagem para tento fora de casa – a partida foi para os pênaltis. Melhor para o Dourado, que venceu nas penalidades por 4 a 2, com erros de Alan Ruschel e Michael pelo alviverde goiano.

Com este resultado, o Cuiabá passa para a final da Copa Verde, na qual enfrentará o Paysandu, em jogos a serem disputados em novembro. A próxima partida do alviverde é pelo Campeonato Brasileiro, diante do Athletico-PR. O jogo é na Arena da Baixada, em Curitiba, no domingo (27) às 16h. Por sua vez, o Cuiabá entra em campo na Série B no sábado (26), contra o Brasil de Pelotas, no sul do país, às 16h30 no Estádio Bento Freitas, em Pelotas (RS).

Mais do Verdão
-> Veja, lance a lance, como foi o jogo

Primeiro tempo

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No início da partida, o Goiás foi dominante. Mas só nos minutos iniciais mesmo. Logo aos 7 minutos, Rafael Moura tabelou com Leandro Barcia e finalizou na saída do goleiro Matheus Nogueira. Foi o terceiro gol de He-Man na Copa Verde, que ainda não marcou no Brasileirão desde a sua volta ao esmeraldino.

Porém, pouco tempo depois, o Cuiabá reagiu bem. Aos 14, houve um bate e rebate na área goiana e a sobra ficou com Jean Patrick, na entrada da área. De primeira, o volante acertou um sem-pulo no ângulo esquerdo de Tadeu, que ficou só olhando. Foi um belo gol de três dedos.

Os 15 minutos iniciais deu a entender que o jogo seria muito disputado e com vários gols. Mas parou por aí na primeira metade. No restante, o Verdão ficou acuado e o Cuiabá foi para cima. O Dourado exigiu boas intervenções de Tadeu, com chute do próprio Jean Patrick, por exemplo. O Goiás só chegou com Michael, que chutou prensado após passe de Rafael Moura e perdeu grande chance.

Segundo tempo de Cuiabá x Goiás

Já na etapa complementar, o cenário foi parecido do final do primeiro. O Cuiabá foi muito superior, precisando correr atrás do adversário. O Goiás, por sua vez, ficou na defensiva. A equipe do Dourado pressionou até conseguir o seu gol de virada.

Aos 20 minutos do segundo tempo, Jefinho recebeu de Léo, passou por Fábio Sanches e chutou de canhota, no cantinho de Tadeu. Essa foi sem chances de defesa para o goleiro, que até então pegava tudo que vinha em direção a seu gol.

No restante da etapa complementar, o time misto do Goiás e a falta de entrosamento do esmeraldino pesou. Com isso, o Verdão não conseguiu reagir. Na verdade, o Cuiabá ficou muito mais próximo do jogo da classificação na etapa complementar. Mas a partida ficou mesmo em 2 a 1 e foi para os pênaltis.

Pênaltis

O Cuiabá conseguiu a classificação nos pênaltis, com placar de 4 a 3. O Dourado anotou as suas quatro penalidades, sempre tirando bem do goleiro Tadeu. O Goiás bateu os cinco pênaltis, mas desperdiçou dois e por isso foi eliminado. No quarto, Alan Ruschel tirou de mais do goleiro e finalizou na trave direita. No lance seguinte, Michael bateu no canto direito de Matheus Nogueira e o goleiro foi lá para conferir e selar a classificação.

Ficha técnica
Cuiabá 2 (4) x (3) 1 Goiás – Semi-Final (jogo de volta) da Copa Verde
Data: 23 de outubro de 2019
Horário: 20h30
Local: Arena Pantanal; Cuiabá (MT)
Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF)
Auxiliares: Luciano Benevides de Sousa (DF) e Lehi Sousa Silva (DF)
Cartões amarelos:  Alê, Jean Patrick (C); Rafael Moura, Michael (G)
Gols: Jean Patrick (14′ do 1º tempo) e Jefinho (20′ do 2º tempo) (C); Rafael Moura (7′ do 1º tempo) (G)
Cuiabá: Matheus Nogueira; Léo, Ednei, Anderson Conceição e Paulinho; Marino, Jean Patrick e Alê (Moisés); Felipe Marques (Alex Ruan), Mateus Anderson (Agustín Gutiérrez) e Jefinho
Técnico: Marcelo Chamusca
Goiás: Tadeu; Kevin, Fábio Sanches, Rafael Vaz e Alan Ruschel; Geovane (Breno), Marcelo Hermes (Kaio) e Miguel Figueira (Trindade); Michael, Rafael Moura e Leandro Barcia
Técnico: Ney Franco

Comentários

comentários

PUBLICIDADE