Goiano mais experiente no Pan, Renato Portela busca seu melhor resultado na competição

(Foto: CBTE)
Anúncios

Entre os seis goianos que estão na disputa do Pan-Americano 2019, um se destaca pela experiência. Renato Portela, de 56 anos, chega em Lima, no Peru, com a moral em alta para buscar seu melhor resultado na competição.

Vindo de um bronze no pré-Pan, em junho, o atleta do tiro esportivo foi 21º no Rio de Janeiro, em 2007, e 23º em Toronto, em 2015. Na bagagem, ainda carrega participação nas Olimpíadas de 2016 e o prêmio Brasil Olímpico na modalidade, dado pelo COB (Comitê Olímpico Brasileiro), em 2006.

(Foto: CBTE)

“Eu já tenho resultados bons aqui no Brasil e que podiam me garantir uma boa colocação, mas não tenho muita expectativa assim. Não é como se eu fizesse previsões. Se eu conseguir fazer minhas mais altas pontuações, posso pegar um resultado muito bom”, afirmou Renato Portela ao Esporte Goiano.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Para a disputa no Peru, Renato, que alcançou vaga através de participação no Campeonato das Américas, intensificou seus treinamentos. Não sendo um atleta profissional e tendo de conciliar o tiro esportivo com o trabalho, o goiano afirma que isso dificulta a competição com os favoritos Chile e Argentina.

“É lógico que não podemos almejar muito, pois as condições são bem diferentes. Aqui, no Brasil, lutamos bastante e não somos profissionais, também temos de trabalhar para sustentar o tiro. Não podemos ficar exclusivos para o tiro, que seria o necessário”, frisou.

O Pan-Americano de Lima começou na última sexta (26) e vai até o próximo dia 11. A modalidade skeet, que Renato, natural de Luziânia, irá competir, será realizada nos dias 2 e 3.

Comentários

comentários

PUBLICIDADE