Goiânia promete melhor edição dos JUBs

Em cerimônia de lançamento do evento, capital é elogiada pelo presidente da CBDU. Secretária afirma que Estado não medirá esforços para realizar grande competição. Jogos podem gerar receita de R$ 11mi

Presidente relata estatísticas dos JUBs. (Foto: Divulgação/Seduce)
Anúncios

Goiânia receberá a 66ª edição dos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs) de 2017. A capital goiana já estava definida como sede do maior evento multiesportivo da América Latina desde abril, mas a cerimônia oficial de lançamento foi realizada somente na manhã desta terça-feira, 1, na Secretaria Estadual de Educação, Esporte e Cultura (Seduce). Esta será a segunda vez que o município sediará o evento. A primeira foi em 2013.

Além de Goiânia, Trindade também receberá os certames esportivos, que vão de 18 a 29 de outubro. O Serra Dourada e o Centro de Excelência serão os principais equipamentos utilizados na capital. De acordo com o presidente da Confederação Brasileira de Desporto Universitário (CBDU), Luciano Cabral, cerca de 5 mil atletas devem chegar a Goiás para as competições. O número chega próximo a 6 mil quando são incluídos membros de comissão técnica, torcedores e outros potenciais componentes da delegação.

Os atletas disputarão medalhas em 11 modalidades individuais e quatro coletivas. A novidade é a inclusão do paradesporto, que terá competições de natação, tênis de mesa e atletismo. Os esportes eletrônicos (eSports) contemplam agora o game ‘League of Legends’, que se soma ao ‘Fifa’, anteriormente inserido nos JUBs.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Por fim, outra adição é o taekwondo. A CBDU informou que a inclusão do esporte dentro do cronograma dos Jogos foi um pedido da sede. “O taekwondo tem se tornado muito forte em Goiás”, afirmou o presidente da entidade.

Impacto econômico

Os cálculos apresentados pela CBDU apontam que a cidade-sede pode movimentar até R$ 11 milhões com a realização dos JUBs. Em contrapartida, o Estado investiria cerca de R$ 3 milhões, em valores estimados, em equipamentos esportivos, transporte e saúde. “O custo pode ser reduzido ou ampliado dependendo da estrutura já disponível”, explicou o presidente Luciano Cabral.

Secretária Raquel Teixeira participou do lançamento.(Divulgação/Seduce)

A expectativa da organização é de que sejam locados entre 23 e 28 hotéis na capital somente para as delegações do evento. As empresas que fornecerão alimentação e outros serviços contratados pela CBDU, serão locais. “Sempre temos o cuidado de escolher empresas locais para nos prestar serviços”, destacou Cabral.

Goiás preparado

No início da cerimônia, o presidente da CBDU elogiou o Estado de Goiás e Goiânia pela estrutura. Ele revelou que a cidade competiu com grandes centros, como Manaus, Rio de Janeiro e João Pessoa, pelo posto de sede dos JUBs. “A experiência que tivemos com a realização do Mundial do Futsal, em 2016, foi muito positiva”, lembrou o dirigente, citando fatores que levaram à escolha de Goiânia.

Para a secretária de Educação, Cultura e Esporte, Raquel Teixeira, três fatores foram cruciais para que Goiás conquistasse o direito de sediar os JUBs. “Boa infraestrutura de esporte, investimento em políticas públicas e o sucesso na realização do Mundial de Futsal”, enumerou.  Teixeira ressaltou que o governo deseja fazer uma cerimônia de abertura histórica, possivelmente no Serra Dourada. “Agora é arregaçar as mangas e trabalhar. Queremos fazer o melhor JUBs”, finalizou a secretária.

Confira todos os esportes que serão disputados no 66º JUBs, em Goiânia
Futsal
Handebol
Voleibol (quadra e praia)
Basquete (tradicional e 3×3)
eSports (League of Legends e Fifa)
Judô
Taekwondo
Atletismo
Tênis de Mesa
Xadrez
JUBs Acadêmico
Badminton
Natação
Tênis
Paradesporto (Natação, Tênis de Mesa e Atletismo)

Comentários

comentários

PUBLICIDADE