5.6 C
New York
quinta-feira, setembro 16, 2021
Início Destaque Goiana do vôlei sentado comemora bronze e estabelece objetivo: "meu foco é...

Goiana do vôlei sentado comemora bronze e estabelece objetivo: “meu foco é em Paris”

Há dez dias, a Seleção Brasileira faturou a medalha de bronze no vôlei sentado feminino das Paralimpíadas de Tóquio. Nesta semana, Ádria Jesus, uma das goianas presentes no elenco, concedeu entrevista à TV Brasil Central e falou um pouco a respeito da sensação de ter chegado ao pódio da competição internacional.

Mais do vôlei sentado
Na estreia, as três goianas se destacaram nas Paralimpíadas
É bronze! Com goianas, Brasil conquista medalha em Tóquio

A trajetória da goianiense Ádria Jesus na Seleção Brasileira é longeva. Em Tóquio, a atleta participou de seus terceiros Jogos Paralímpicos, mas garante que a sensação de felicidade fica cada vez maior.

- Anúncio -

“São 17 anos representando, vestindo essa camisa, e agora consagrando com essa medalha paralímpica, a minha segunda. A primeira também vai ficar para a história, que foi no Rio em 2016, a primeira medalha (brasileira) de uma equipe coletiva feminina. Mas acho que é sempre um gostinho de vitória, para nós é ouro uma medalha dessa”, disse ela.

Durante a preparação para as Paralimpíadas de 2020, que aconteceram entre agosto e setembro deste ano, Ádria afirma ter aberto mão de muita coisa para chegar aonde está hoje. Com isso, a conquista do bronze ganha ainda mais significado.

“Passa um filme na cabeça. Tem uma fala do (Usain) Bolt em que ele diz treinar quatro anos para correr quatro segundos. Eu no caso treinei cinco anos para chegar lá e jogar cinco jogos para ganhar uma medalha”, declarou.

Próxima parada: França

Agora, a meta da goiana Ádria Jesus é bastante clara: os próximos Jogos Paralímpicos. “Tive um resultado bem promissor e isso me deu mais vontade ainda de chegar em Paris 2024, e quem sabe mais uma depois (risos). Mas a minha determinação, minha garra, meu treinamento e meu foco é em Paris. É claro que temos o Mundial em 2022, mas estou determinada a chegar em 2024 e conquistar a medalha de ouro”, projetou.

Acompanhe o EG também nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram e Youtube.
Luiz Felipe Mendes
Jornalista formado pela PUC Goiás. Amante de todos os esportes, especialmente futebol e futebol americano.
Anúncio

Últimas

Higo se mostra confiante e fala em “controle emocional”, para duelo contra o Coritiba

O técnico do Vila Nova, Higo Magalhães, destacou que o Tigrão precisa ter o "controle emocional" dentro de campo para a partida...

“Eu quero o título da Série B”, afirma presidente do Goiás; contratações foram encerradas

O presidente do Goiás, Paulo Rogério Pinheiro, afirmou que o clube irá atrás do título da Série B. Segundo o dirigente esmeraldino...

Prefeitura de Goiânia lança “Esporte nos Bairros”, projeto com mais de mil inscritos

Na manhã desta quinta-feira (16), a Prefeitura de Goiânia lançou o projeto Esporte nos Bairros, voltado para o apoio do esporte gratuito...

Em cinco modalidades, goianos embarcam para disputar Paralimpíadas Universitárias

Na última quarta-feira (15), a delegação goiana embarcou para a disputa das Paralimpíadas Universitárias de 2021. Com 17 atletas em cinco modalidades...

Com quase 100 atletas, Aparecida de Goiânia recebe torneio de skate

Neste fim de semana, a cidade de Aparecida de Goiânia receberá uma competição de skate. Entre 9h e 19h deste sábado (18),...
Anúncio