Geovane marca nos acréscimos, Vila bate o CRB e segue no G-4

(Reprodução/PFC)
Anúncios

Novamente, o Vila Nova segurou a pressão adversária e, nos acréscimos, conseguiu marcar. Assim como na rodada anterior, quando confirmou o triunfo sobre o América-MG nos instantes finais, o Tigre deu seu bote final para se manter no G-4. No estádio Rei Pelé, na noite desta terça-feira, o time goiano ganhou do CRB por 2 x 1. Marcos Paulo e Geovane marcaram para os visitantes, enquanto Ytalo descontou.

Veja como foi o tempo real do jogo!

Com a vitória, o Tigrão segue entre os quatro melhores. Com 14 pontos, ocupa o 3º lugar (com o Inter empatando). Já o Galo da Pajuçara caiu para a 16ª posição, com 7 pontos. Foi a quarta derrota consecutiva do CRB.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os goianos voltam a campo às 19h de sábado, quando visitam o Brasil-RS, no estádio Bento Freitas. No mesmo dia, a partir das 16h30, o clube alagoano atua novamente em casa. Vai receber o Londrina.

1º tempo

O Vila Nova mostrou maior tranquilidade e efetividade durante a etapa inicial. Com qualidade na troca de passes, o Tigre conseguiu criar boas jogadas, envolvendo a marcação adversária. Aos 7, Alan Mineiro acionou Marcos Paulo, que fez trabalho de pivô e escorou para Alípio na esquerda. O meia fintou Marcos e, com o pé direito, bateu forte, sobre a meta.

O placar foi inaugurado aos 11, quando Mateus Anderson arriscou da entrada da área, carimbou a defesa. Em seguida, Geovane tentou pegar de primeira, mas furou e a bola sobrou para Marcos Paulo. O jovem de 19 anos mostrou tranquilidade e faro de gol, chutando no alto para marcar: 1 x 0.

Geovane, em chute de fora da área, e Alípio, finalizando contragolpe ágil, quase ampliaram para o Vila. Na reta final do primeiro tempo, o CRB cresceu, principalmente com os avanços dos laterais Marcos e Diego e a participação intensa de Chico. Yuri, aos 42, Zé Carlos, em duas oportunidades, tentaram finalizar, mas não tiveram sucesso. O melhor momento do Galo foi nos minutos finais, quando sufocou a equipe goiana, mas não conseguiu concluir em gol.

2º tempo

O clube alagoano voltou mais ofensivo para a etapa final, com o atacante Rodolfo na vaga do meia Elvis. Logo aos 2 minutos, chegou ao empate. Marcos fez jogada individual pela direita, cortou a marcação e bateu rasteiro. Ytalo, de letra, completou para o gol: 1 x 1.

A igualdade no placar deixou o jogo aberto, com boas chances de ambos os lados. As chances do Vila sempre passavam pelos pés do seu armador Alan Mineiro. O meia arriscou chutes, aos 13 e 16, mas não conseguiu acertar a direção.

A equipe mandante seguia apostando nos avanços dos laterais e insistindo em cruzamentos. Junto de saídas ruins de Wendell nas jogadas aéreas, conseguiu criar uma pressão. Nas cobranças de falta de Diego, aos 37 e 39, o torcedor regatiano ficou com o grito de gol preso na garganta.

Com o Tigre se segurando como podia, o confronto caminhava para o fim. Até que, aos 47 minutos, Alan Mineiro voltou a mostrar a qualidade de um camisa 10 e deu linda assistência, achando Geovane na área. O volante dominou e bateu com força, no alto, para confirmar mais um triunfo vilanovense na Série B: 2 x 1. O gol abalou o time da casa, que esboçou uma pressão, mas não teve tempo. Aos 51, o árbitro encerrou o duelo, para a festa do time goiano, que segue no G-4.

Ficha técnica:
CRB 1 x 2 Vila Nova
7ª rodada da Série B 2017
Data: 13/06/2017
Horário: 20h30
Local: Estádio Rei Pelé, em Maceió
Árbitro: Léo Simão Holanda (CE)
Assistentes: Marcione Mardônio da Silva Ribeiro (CE) e Armando Lopes de Sousa (CE)
Cartões amarelos: Zé Carlos (CRB); Wesley Matos, Mateus Anderson e Gastón (VILA)
Gols: Marcos Paulo (VILA) aos 11′ 1T (0-1); Ytalo (CRB) aos 2′ 2T (1-1) e Geovane (VILA) aos 47′ 2T.
CRB: Juliano; Marcos Martins, Flávio Boaventura, Gabriel e Diego; Adriano, Yuri, Elvis (Rodolfo) e Chico; Ytalo (Neto Baiano) e Zé Carlos (Clebinho).
Treinador: Léo Condé
VILA NOVA: Wendell; Maguinho, Wesley Matos, Brunão e Gastón Filgueira; PH, Geovane, Alípio (Vinícius Leite) e Alan Mineiro; Mateus Anderson (Moraes Júnior) e Marcos Paulo (Fernando Medeiros).
Treinador: Hemerson Maria

Comentários

comentários

PUBLICIDADE