5.6 C
New York
quinta-feira, junho 13, 2024
InícioFutebolVila NovaApós classificação, Frontini sai em defesa de Márcio Fernandes: "torcedor tem que...

Após classificação, Frontini sai em defesa de Márcio Fernandes: “torcedor tem que ter paciência”

O diretor de futebol do Vila Nova, Carlos Frotini, em entrevista para a Rádio Band News, saiu em defesa ao técnico Márcio Fernandes. A torcida do Tigrão vem cobrando e criticando bastante o trabalho do técnico e isso mais uma vez ocorreu. Mesmo com a classificação para a final da Copa Verde, Márcio vem sendo cobrado nas redes sociais por mais uma derrota na temporada. Frontini pediu paciência ao torcedor e mais apoio neste momento em que vive o Vila. 

Mais do Tigrão:  
Veja como foi a classificação do Vila Nova sobre o Cuiabá
Vila Nova x Novorizontino terá arrecadação de alimentos para o RS
No feminino, Vila Nova avança para a próxima fase na Série A3

– O torcedor é passional. Não podemos esquecer que estamos indo para a segunda final do ano. Não ganhamos a primeira, mas precisamos estar muito atento agora para fazer nossa vantagem nos jogos. Acredito que com essa classificação o torcedor do Vila possa dar mais paciência com o Márcio. Quando fizemos a troca de comando, trabalhamos com cinco ou seis jogadores, e eu adianto que dos cinco, quatro falaram não para nós. De imediato. Quando ligamos para o Márcio, ele respondeu “eu vou”, na hora. Então, será que a gente não tem que estar junto e apoiando esse tipo de profissional? Nesse momento difícil? O torcedor é nosso 12° jogador, o Vila é um time de massa, time de cobra, mas no momento bom apoia também.

- Anúncio -

Apesar de defender o trabalho de Márcio, Frontini pontuou que é necessário reajustes dentro do campo. Para o dirigente, é nítido que o Vila Nova vem apresentando erros, mas isso só é consertado no conjunto. Frontini rechaçou apontar erros individuais e falou em cobrança coletiva no Vila.

– Não é meu perfil em falar de erros individuais. Somos um grupo, se aconteceu um erro individual, temos que trabalhar para neutralizar esse erro. Jogamos em equipe, classificamos porque somos uma equipe. Mas, temos que trabalhar para corrigir esses erros do Vila. Ainda bem que é mais fácil consertar isso quando se classifica. É natural. No Brasil parece que só se apara as arestas quando se é eliminado, mas não é assim aqui. É trabalhar junto, para chegar a um denominador comum.

Acompanhe o EG também nas redes sociais: FacebookTwitterInstagram e Youtube.
Willian Rommel
Jornalista formado na UFG. Pós graduado em jornalismo esportivo pela faculdade Estácio. Trabalhou na Rádio Universitária 870 AM, na Rádio Difusora 640 AM, Rádio Bandeirantes Goiânia, Diário de Goiás e na TV UFG. Profissional na área esportiva desde 2012.
Anúncio

Últimas

Anúncio
error: Este conteúdo é protegido por direitos autorais!
P