5.6 C
New York
segunda-feira, julho 15, 2024
InícioQuadraVôleiApós sucesso no Peru, jovem levantadora goiana quer ganhar a Europa

Após sucesso no Peru, jovem levantadora goiana quer ganhar a Europa

A jovem Melissa Matias, de 22 anos, começou bem na carreira internacional. Goiana de Inhumas, ela completou a temporada como levantadora do Deportivo Wanka, clube que ajudou a manter na primeira divisão do voleibol peruano.


Quando Melissa chegou o objetivo era um só: ficar na elite. O time vinha mal, mas melhorou o rendimento com a goiana e ficou entre os principais do país vizinho. A experiência na liga do Peru foi a primeira da goiana como profissional fora do país.

Mais do vôlei
Goiás tem convocados para as Paralimpíadas

- Anúncio -

O convite para jogar pelo Wanka foi surpreendente. A levantadora contou ao EG que mal teve tempo para pensar. “Foi tudo tão corrido e de última hora que não deu tempo de pensar muito, só fechei os olhos, confiei no Yuri (Sampaio, agente da atleta) e fui”, disse.

No país, ela detalhou uma recepção “maravilhosa e acolhedora”. “Me ajudaram e confiaram muito no meu trabalho. (Foi) Uma experiência inexplicável, nada do que eu imaginava ou esperava, me surpreendeu muito, de forma positiva e com certeza foi uma porta se abrindo pra mim e um sinal que Deus mandou me lembrando o sentido de eu ser atleta. Fui muito feliz lá”, relatou.

Depois de atuar pelo Wanka, a goiana agora vai ganhar a Europa. A partir de agosto, Melissa se muda para Orasje, cidade da Bósnia e Herzegovina na fronteira norte com a Croácia. Na liga bósnia, vai defender o Zok Orasje. Em território europeu, ela espera ainda mais evolução.

“Sempre ouvi falar muito bem do voleibol europeu, não dá pra negar o friozinho na barriga e a animação pra estrear lá. Tenho certeza que vai ser uma tarefa difícil, muito trabalho e suor, mas nada impossível. A entrega vai ser grande e os resultados virão”, disse.

Melissa começou no voleibol aos 10 anos de idade, em escolas de Inhumas. Depois de se apaixonar pela modalidade, buscou em Goiânia a oportunidade de crescer. Foram quatro anos no Goiás Esporte Clube até que uma peneira, em São Paulo, confirmou que o vôlei era o que queria para a vida. “Foi quando abri meus olhos e coração. Desde então sigo atrás dos meus sonhos através do voleibol.”

Acompanhe o EG também nas redes sociais: FacebookTwitterInstagram e Youtube.
Anúncio

Últimas

Anúncio
error: Este conteúdo é protegido por direitos autorais!
P