Com arbitragem polêmica e gol no fim, Vila vence Paysandu na Curuzu

Foto: Fernando Torres/Paysandu
Anúncios

Não faltaram polêmicas, emoção e gols na Curuzu. Na noite desta quinta, 12, o Vila Nova venceu o Paysandu por 2 x 1, pela 15ª rodada da Série B, e assumiu a vice-liderança do nacional. O Tigre reclamou bastante da arbitragem, que marcou pênalti para os mandantes, além de expulsar o goleiro Matheus Pasinato por cera e Elias, que estava na reserva. O triunfo só foi confirmado aos 50 minutos, com gol de Alex Henrique.

Veja como foi o tempo real

Com a vitória, o clube colorado chega aos 26 pontos e garante mais uma rodada no G-4. O próximo jogo será na terça, contra o Brasil/RS, no Serra Dourada. Já o Papão, 12º colocado com 17, enfrentará o Oeste, em Barueri.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O jogo

A etapa inicial teve poucas chances, além de muitos erros de passes e das defesas levarem vantagem impedindo os avanços adversários. A oportunidade dos mandantes veio em cabeceio de Diego Ivo, enquanto o Vila teve seu grande lance aos 24, mas Mateus Anderson demorou a finalizar e acabou se desequilibrando.

Todas as emoções foram reservadas para o segundo tempo. Logo aos 7 minutos, Moisés foi bloqueado na entrada da área e o Vila foi perfeito no contra-ataque, com lançamento de Moacir para Mateus Anderson. O camisa 7 arrancou pela direita e tocou de trivela para área, onde Ramon apareceu para completar na saída do goleiro: 1 x 0.

Aos 16 minutos, Matheus Pasinato foi advertido com o cartão amarelo por cera antes de cobrar um tiro de meta. Respirou fundo, bebeu água e, cerca de 10 segundos depois, recebeu o segundo amarelo e acabou expulso, gerando indignação nos colorados. O reserva Rafael Santos entrou na vaga do atacante Mateus Anderson.

Mesmo com um a menos, o Tigre perdeu a chance de ampliar aos 28. Ramon roubou bola no círculo central, arrancou e, cara a cara com o goleiro, bateu rasteiro para fora. Aos 31, nova polêmica: o árbitro viu pênalti em Diego Ivo, que caiu na área após saltar perto de Wesley Matos. As diversas reclamações vilanovenses resultaram na expulsão de Elias, que estava na reserva, e, após sete minutos, Pedro Carmona converteu a penalidade: 1 x 1.

O gol de empate empolgou os mandantes, que se lançaram para o ataque. Ainda assim, as grandes chances foram goianas, com finalizações de Reis, Moacir, Naylhor e Giaretta. O lance decisivo aconteceu aos 50 minutos, quando Helder avançou pela esquerda e cruzou. Alex Henrique apareceu na pequena área e, mesmo sem ângulo, cabeceou para o fundo das redes: 2 x 1 para confirmar a vitória alvirrubra na “Batalha da Curuzu”.

Ficha técnica:
Paysandu 1 x 2 Vila Nova
15ª rodada da Série B
Data: 12 de julho de 2018
Horário: 20h30
Local: Estádio da Curuzu, em Belém/PA
Árbitro: Alinor Silva da Paixão (MT)
Assistentes: Marcelo Grando (MT) e Renan Antônio Angelim Rodrigues (MT)
Cartões amarelos: Thomaz e Renato Augusto (PAY); Alan Mineiro, Maguinho, Helder, Mateus Anderson
Cartões vermelhos: Matheus Pasinato e Elias (VIL)
Gols: Ramon (VILA) aos 7′ 2T (0-1), Pedro Carmona (PAY) aos 37′ 2T (1-1) e Alex Henrique (VILA) aos 51′ 2T (1-2).
Paysandu: Renan Rocha; Mateus Silva, Edimar, Diego Ivo e Mateus Muller; Nando Carandina (Alan Calbergue), Renato Augusto, Thomaz e Pedro Carmona; Claudinho (Mike) e Moisés (Renan Gorne).
Técnico: Dado Cavalcanti
Vila Nova: Mateus Pasinato; Maguinho, Wesley Matos, Diego Giaretta e Hélder; Geovane, Moacir e Alan Mineiro (Naylhor); Mateus Anderson (Rafael Santos), Reis e Ramon (Alex Henrique).
Técnico: Hemerson Maria

Comentários

comentários

PUBLICIDADE