Túlio Lustosa admite proposta do Corinthians por Michael

Foto: Rosiron Rodrigues/Goiás E.C.
Anúncios

O Goiás recebeu, nesta segunda-feira (09), a segunda proposta oficial por Michael no ano. Se no início de 2019 a pedida do Santos é baixa, desta vez a investida do Corinthians é mais atrativa para o esmeraldino. O jogador foi eleito a revelação do Brasileirão Série A pelo prêmio Bola de Prata da ESPN e está em alta. O gestor de futebol do alviverde, Túlio Lustosa, confirmou a proposta corintiana.

Mais do Verdão
-> Veja quem sai e quem fica no Goiás
-> Michael ganha Bola de Prata

Hoje, o Verdão possui 75% dos diretos do atacante. O Corinthians propôs a compra de 50%. O próprio atleta tem 20% e o Goianésia, seu antigo clube, 5%. Amanhã, na reunião do Conselho Administrativo, o futuro de Michael no Goiás será decidido. Marcelo Almeida, presidente executivo, os seus vice e o presidente do Conselho Deliberativo, Hailé Pinheiro, participarão da conversa. A tendência é de que a proposta seja recusada.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Não chegou no valor da multa (a proposta do Corinthians), mas é uma quantia considerável. Prefiro não falar de valores para não expor o atleta”, afirmou Túlio Lustosa.

A multa de Michael para o futebol brasileiro é de R$ 50 milhões. Em 2020, o Corinthians estará sob nova direção. Tiago Nunes, campeão da Copa do Brasil e da Copa Sul-Americana com o Athletico-PR, será o treinador do clube. Tiago gosta de atuar com atacantes de beiradas, tal quais Michael, como foi com Rony e Marcelo Cirino, por exemplo. E esse estilo de jogador é deficitário hoje no Timão. Jogadores como Clayson e Vital não têm essa característica tão forte de drible e velocidade.

Michael na China?

Ao longo da disputa da Série A, muito se falou em propostas de clubes chinês pelo atacante esmeraldino. Na ocasião, o próprio atleta negou as investidas. Agora, Túlio refutou qualquer possibilidade do matogrossense se transferir para países como a China. “Michael prioriza a carreira dele. Não trabalha com a hipótese de atuar no mercado asiático, como China, ou mundo árabe”, revelou Lustosa, gestor de futebol.

Atualmente, Michael tem contrato com o Goiás até o fim de 2021 e, a priori, permanece no Goiás.

Comentários

comentários

PUBLICIDADE