Hemerson Maria elogia equilíbrio emocional em vitória sobre o Paysandu

Foto: Douglas Monteiro/Vila Nova FC
Anúncios

A sofrida vitória colorada na noite desta quinta-feira (12) sobre o Paysandu teve um componente fundamental: o psicológico. Mesmo depois de duas decisões questionáveis da arbitragem, que colocaram o Vila Nova em uma situação ruim na partida, o Tigre conseguiu reagir e saiu vitorioso. Para o técnico Hemerson Maria, o equilíbrio emocional foi, de fato, um grande trunfo em Belém.

– Eu só tenho a elogiar o grupo, que entendeu bem a proposta. Tivemos bastante controle e equilíbrio emocional depois do gol de pênalti e a expulsão do Pasinato para restabelecer o equilíbrio de jogo e conseguir fazer o gol. Quero parabenizar muito esse grupo de atletas que vem dando orgulho à nação vilanovense – destacou o comandante.

Mais: Ingressos para Vila Nova x Brasil de Pelotas já estão à venda

Quanto à polêmica arbitragem de Alinor da Paixão, Hemerson Maria preferiu não entrar em detalhes, embora tenha dito que discorda da expulsão do goleiro Mateus Pasinato e do pênalti que originou o gol de empate do Papão. Para o técnico, a vitória em condições tão adversas ressalta o caráter da equipe colorada.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

– Não quero comentar a arbitragem, mas depois da expulsão do Pasinato o jogo foi para outro rumo. O Paysandu nos pressionou e nós saímos no contra-ataque. Antes de o Alex (Henrique) fazer o gol da vitória, perdemos chances com o Ramon, o Maguinho. No final, acredito que a vitória foi merecida. O Paysandu tem uma grande equipe e jogar aqui é muito complicado. Esses três pontos podem fazer muita diferença para nós lá na frente – disse.

Comentários

comentários

PUBLICIDADE