Goiás é o clube que mais utilizou jogadores diferentes no Brasil, diz pesquisa

Foto: Rosiron Rodrigues/Goiás E.C.
Anúncios

O Goiás foi o clube que mais utilizou jogadores diferentes numa mesma temporada no Brasil, conforme apontou uma pesquisa do Observatório do Futebol do Centro Internacional de Estudos de Esporte (Cies, na sigla em inglês).

O estudo compilou dados de 87 ligas de primeira divisão no mundo. O Brasileirão ficou em terceiro lugar no maior número de atletas diferentes utilizados pelas equipes. O levantamento considera as edições de 2015 a 2019.

Mais do futebol goiano
Relembre o histórico 6 a 1 esmeraldino
Baltazar relembra carreira de sucesso

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Goiás teve 143 atletas diferentes no período. Considerando todas as 87 ligas, o Esmeraldino é o 10º do mundo. O primeiro é o colombiano Deportivo Pasto, com 176. Dos 20 primeiros, 14 são clubes sul-americanos. Bahia, com 132, e Avaí, com 131, também se destacam.

Segundo o professor da Escola de Educação Física e Esporte da USP, Ary Rocco Júnior, a alta rotatividade está ligada ao poderio econômico dos clubes.

– Esses clubes que lideram a lista não são de grande poderio econômico, mas são menores do ponto de vista financeiro. A rotatividade nos elencos é alta porque são times que fornecem atletas a clubes mais ricos do próprio país, e até do resto do continente, no caso específico da Colômbia, ou para outros centros esportivos, como Europa, de forma geral – disse à Agência Brasil.

Rotatividade nos elencos brasileiros (2015 a 2019)

Goiás: 143
Bahia: 132
Avaí: 131
Ceará: 130
Chapecoense: 129
Vasco: 125
Fortaleza: 123
Fluminense: 121
São Paulo: 120
Internacional: 116
Athletico-PR: 114
Grêmio: 109
Botafogo: 107
Cruzeiro: 104
Santos: 97
Atlético-MG: 96
Corinthians: 93
Flamengo: 92
Palmeiras: 91

Comentários

comentários

PUBLICIDADE