Com futuro incerto, Anápolis manterá contratos até o fim de abril

Foto: Italo Júnio/Anápolis FC
Anúncios

O Anápolis, assim como todo o mundo dos esportes, vive um período de nebulosa incerteza. Com a suspensão do Campeonato Goiano por tempo indeterminado, o clube trabalha com duas hipóteses principais. Uma delas é o retorno até o fim de abril, que é considerado improvável. Outra, é oficializar a rescisão de todo o elenco caso não haja retomada até o fim do próximo mês.

Em entrevista à Rádio São Francisco, o gerente de futebol Sidney Ferreira explicou que as rescisões já estão assinadas e, se o torneio não voltar até abril, serão protocoladas.

– Nossa intenção era dar continuidade ao campeonato, mas já que houve a paralisação, estamos acatando. O que nos restou foi sentar e conversar com os jogadores. Eles têm contrato até o fim de abril. Se até lá, a federação retomar o campeonato, eles voltam e terminam de cumprir o contrato. Ou, se ela marcar uma nova data, as rescisões já estão assinadas e nós vamos protocolá-las. Aguardaremos uma nova data e uma posição para montar o time – detalhou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Mais do futebol goiano
GEA mantém 20 atletas sob contrato
Vila Nova dispensa mais quatro jogadores

Segundo Ferreira, não há nenhum cenário claro no momento e é impossível fazer qualquer previsão. Na opinião dele, a edição de 2020 do Goianão não terá possibilidade de ser finalizada.

– Há uma indecisão. Tudo gira em torno de datas. Tenho certeza que não haverá datas. Eu, pessoalmente, acho que esse campeonato já foi. A federação vai ter que ver como agir, qual a validade desse campeonato, se foram apenas vários jogos amistosos. Estamos nas mãos da federação. O que ela decidir, vamos acatar – pontuou.

Comentários

comentários

PUBLICIDADE