5.6 C
New York
quinta-feira, fevereiro 29, 2024
InícioMais EsportesLutasFederação Goiana de Judô descarta retorno de competições no 1º semestre

Federação Goiana de Judô descarta retorno de competições no 1º semestre

A Federação Goiana de Judô (Fegoju) descartou qualquer chance de retorno de competições chanceladas pela entidade até o fim do mês de junho. Com isso, mais duas etapas do Campeonato Goiano, em 16 de maio e 20 de junho, são afetadas. Além delas, a 3ª etapa, que seria em 18 de abril, também já havia sido suspensa.

Ao Esporte Goiano, o presidente Josmar Amaral afirmou que a intenção é retomar o calendário a partir do segundo semestre. Como a Fegoju não tem atividades em julho, as competições voltariam em 22 de agosto, com uma etapa do Estadual. O retorno, porém, depende de autorizações sanitárias em Goiânia ou Anápolis, que sediam o torneio. Se tudo der certo, ainda haveria mais quatro etapas, totalizando seis na temporada 2020.

– Nós não vamos realizar etapas no primeiro semestre. Serão somente no segundo semestre, dependendo da análise do governo e dessas autorizações. Se Goiânia e Anápolis forem liberadas, conseguimos fazer as etapas. A princípio, mantemos o calendário do segundo semestre, com etapas em agosto, setembro, outubro e novembro – disse.

- Anúncio -

Mais do esporte em Goiás
Festival Paralímpico, que ocorreria em três cidades goianas, é cancelado
Taekwondo também precisou suspender competições

Algumas cidades goianas começaram a afrouxar as restrições ao funcionamento de academias. Em Anápolis, por exemplo, elas podem funcionar, desde que atendendo a uma série de medidas para impedir o contágio pelo novo coronavírus. Mesmo assim, estão mantidas as restrições ao contato físico, vedando realização de treinos de lutas. O cenário é ainda mais desfavorável em municípios como Goiânia, que mantém todas as academias fechadas.

A Fegoju elaborou um protocolo para poder retomar treinamentos em academias de cidades que já flexibilizaram as restrições. Em Anápolis, sede da entidade, o documento será apresentado às autoridades de saúde.

– A princípio, academias de lutas não poderiam reiniciar atividades. Temos um protocolo de atendimento que vamos passar para a Vigilância Sanitária. No caso das lutas, que têm um contato direto, poderíamos fazer um trabalho funcional. Não precisaríamos fazer a luta em si. Vamos apresentar esse protocolo ao secretário de Esportes, à Vigilância (Sanitária) e quem sabe conseguimos ir retornando aos poucos, sempre com muita segurança – relatou Josmar.

Eventos da Fegoju já atingidos pela crise sanitária

– Campeonato Brasileiro – Regional Centro-Oeste – 4 e 5 de abril – Mato Grosso
– 3ª etapa do Campeonato Goiano – 18 de abril – Goiânia
– Taça Brasil sub-21 – 8 e 9 de maio – Belo Horizonte
– 4ª etapa do Campeonato Goiano – 16 de maio – Anápolis
– Copa Sesc de Judô – 23 de maio – Anápolis
– Campeonato Brasileiro sub-18 – 23 e 24 de maio – Teresina (PI)
– Campeonato Brasileiro sub-21 – 6 e 7 de junho – Rio de Janeiro
– 5ª etapa do Campeonato Goiano – 20 de junho – Anápolis
– Jogos Abertos de Anápolis – 21 de junho

Rafael Tomazeti
Jornalista formado pela Universidade Federal de Goiás. Fã de esportes e apaixonado pelo estado de Goiás. Trabalhou na Rádio Universitária 870 AM, TV UFG, Rádio 730/Portal 730, Jornal Diário do Estado, Diário de Goiás e Rádio BandNews.
Anúncio

Últimas

Anúncio
error: Este conteúdo é protegido por direitos autorais!
P