De virada, Dragão é superado pelo Flamengo em amistoso

Foto: Paulo Marcos/ACG
Anúncios

O amistoso servia para comemorar os 81 anos do Atlético Clube Goianiense. Mas foram os visitantes que fizeram a festa e saíram do estádio Olímpico comemorando. Na tarde deste sábado, o Dragão até saiu na frente, mas acabou derrotado por 3 x 1 pelo Flamengo.

Agora as equipes iniciam a última semana de preparação antes de estrearem no Brasileirão. A estreia do rubro-negro goiano na Série B será diante do Criciúma, no Serra Dourada, às 20h30 de sexta-feira. Já a equipe carioca visita o Vitória, às 19h de sábado, no Barradão, na primeira rodada da Série A.

Meia-atacante se diz “preparado” para defender o Dragão. Leia!

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O primeiro tempo foi morno, com maior posse dos visitantes. Ainda assim, as raras oportunidades de gol vieram em cobrança de falta de Paquetá e chute de Rodinei. Mostrando eficiência, o Atlético saiu na frente aos 38. Após cobrança de escanteio da esquerda, Joanderson abriu o placar: 1 x 0.

A etapa final foi dominada pelo Flamengo, que rodou bastante o time. Logo aos 25 segundos, Diego deixou tudo igual. Em seguida, Bruno Santos colocou a mão na bola na área e, na cobrança do pênalti, Henrique Dourado virou o jogo: 2 x 1, aos 3 minutos.

Apesar das mudanças promovidas por Tencati e das tentativas de Tito, quem voltou a balançar as redes foi o time carioca. Aos 26 minutos, Diego fez jogada individual e concluiu encobrindo o goleiro Kléver.

Ficha técnica:
Atlético 1×3 Flamengo – Amistoso
Data: 07/04/2018
Horário: 
16h
Local:
 Estádio Olímpico, em Goiânia
Árbitro: Bruno Rezende
Assistentes: Tiego dos Santos e Hugo Correa
Gols: Joanderson (ACG) aos 38′ 1T (1-0); Diego (FLA) aos 25” 2T (1-1), Henrique Dourado (FLA) aos 3′ 2T (1-2) e Diego (FLA) aos 26′ 2T (1-3).
Atlético: Klever; Alisson (Luan), Willian Alves, Renê e Bruno Santos; Warian (João Paulo), Rômulo, Fernandes e Tomas Bastos (Pablo); Júlio César e Joanderson (Tito).
Técnico: Claudio Tencati
Flamengo: César (Júlio César); Rodinei (Pará), Réver (Léo Duarte), Juan (Thuler) e Renê (Trauco); Cuéllar (Jonas) Diego (Jean Lucas), Lucas Paquetá (Vinícius Júnior), Everton (Marlos) e Everton Ribeiro (Willian Arão); Henrique Dourado (Lincoln).
Técnico: Maurício Barbieri

Comentários

comentários

PUBLICIDADE