5.6 C
New York
quarta-feira, fevereiro 28, 2024
InícioQuadraVôleiJovens Ramon e Allan aguardam "jogo da vida" contra o Sesc-RJ

Jovens Ramon e Allan aguardam “jogo da vida” contra o Sesc-RJ

Com um elenco de 15 atletas, a maioria jovens, o Clube Jaó/Universo surpreendeu favoritos e garantiu vaga na decisão da Superliga B 2017. Entre os destaques estão Ramon e Allan, que chegaram ao time goiano para disputar o torneio nacional. Os dois jovens estão na expectativa pelo duelo contra o Sesc, no Rio de Janeiro, às 14h10 deste sábado.

Técnico Hítalo Machado pode fazer história. Saiba mais!

(Foto: Vitor Monteiro/Esporte Goiano)

Aos 23 anos, o oposto Ramon chegou ao Jaó graças a um convite do levantador Fabiano, que foi seu companheiro em um time de Lençóis paulistas. O atleta falou sobre a aguardada final. “Será uma experiência e tanto. Ainda mais contra a equipe do Sesc, que conta com jogadores que atuaram até na Seleção Brasileira. O padrão tem de ser o mesmo. Se o saque entrar, vai quebrar a recepção deles e as bolas vão ficar mais para as pontas do que para os centrais, o que vai facilitar nosso bloqueio”.

- Anúncio -

Veja mais do vôlei goiano!

O Sesc-RJ sofreu apenas uma derrota no torneio. Foi na fase classificatória, quando perdeu para o Jaó, em Goiânia, por 3 sets a 1. Ramon lembrou do duelo e ressaltou que espera que o time consiga repetir o bom desempenho. “O principal motivo foi nosso saque, que entrou bastante contra o time deles, e nosso bloqueio que funcionou muito bem, amortecendo a bola e, com isso, conseguimos fazer muitos contra-ataques”.

Gigante de talento

(Foto: Reprodução/Esporte Goiano)

Outro jovem que tem se destacado na equipe titular é Allan. Natural de São Paulo capital, o central de 19 anos chegou ao Jaó por meio de uma parceria do clube goiano com o Brasil Kirin, de Campinas-SP, que cedeu Allan, Bruno Bello (líbero), Arthur e Renan.

O atleta de 2m03 admitiu a expectativa pela decisão. “Poderia falar que todo jogo é importante, mas esse é diferente”. Além disso, comentou sobre seu progresso no decorrer da Superliga B. “Minha evolução no Jaó não foi apenas no vôlei em si ou na questão física, teve muita evolução psicológica também”.

Apesar dos elogios ao time carioca, Allan não vê favoritismo do time de Giovane Gávio. “Eles têm jogadores muito bons, mas esse é mais um jogo que temos de dar o nosso melhor buscando o título. O jogo é igual e será decidido dentro de quadra”.
Vitor Monteirohttps://esportegoiano.com.br/
Jornalista formado pela UFG (Universidade Federal de Goiás). Co-fundador do site Esporte Goiano, comentarista da TV Brasil Central e da Rádio Positiva FM. Trabalhou também na Rádio Universitária 870 AM, TV UFG, Rádio 730/Portal 730, Rádio Sagres, TV Sagres, jornal O Popular, MyCujoo, Eleven Sports e Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) de Goiás.
Anúncio

Últimas

Anúncio
error: Este conteúdo é protegido por direitos autorais!
P