De virada, Dragão é derrotado pelo Atlético Mineiro

0
14
(Foto: Atlético/MG)

Na arena Independência, o Atlético Goianiense até saiu na frente no placar. Mas no final, novamente, não saiu com a vitória. O Dragão conheceu a sua vigésima derrota (em 33 partidas) na Série A ao ser derrotado por 3 x 2 pelo Atlético Mineiro. O rubro-negro completou oito jogos sem vencer.

Com o resultado, o time goiano segue afundado na tabela, ocupando a última posição com 27 pontos. Os gols do Dragão foram anotados por Andrigo e Diego Rosa, já para os mineiros marcaram Fred, Luan e Fábio Santos.

Veja como foi a partida!

O próximo adversário dos goianos será o Sport, domingo, 12, às 17h, no estádio Olímpico. Já o xará mineiro, que com a vitória subiu para a décima colocação com 45 pontos, encara o Bahia, também no domingo às 18h, na arena Fonte Nova, em Salvador.

Primeiro tempo

A partida começou muito movimentada, e com o Dragão propondo o jogo. Nos minutos inciais a equipe goiana foi melhor, tanto que logo de cara, aos 5 minutos, o rubro-negro de campinas abriu o placar.

Após uma boa tabela de Jorginho com Luis Fernando, o camisa 10 goiano entrou na grande área e cruzou para trás, onde estava Diego Rosa, que de cabeça, venceu o goleiro Victor, abrindo o placar: 1×0.

Após o gol, o Galo acordou na partida e começou a equilibrar as ações. Logo em sequência, aos 15 minutos, conseguiu um pênalti e o empate. Após cruzamento de Marcos Rocha, Gilvan subiu alto com Fred para afastar o perigo, mas o zagueiro do Dragão deixou o braço no rosto do atacante mineiro: pênalti. Na cobrança, Fábio Santos deixou tudo igual: 1×1.

O Dragão não sentiu o empate e foi para cima buscando o segundo gol. O time pressionava com Diego Rosa e Luis Fernando, mas foi Andrigo que conseguiu marcar, aos 26. Após cobrança de falta do próprio jogador, a bola foi na barreira e voltou para o meia-atacante, que dominou, ajeitou e chutou forte, sem chances a Victor, marcando um belo gol: 2 x 1.

Após o terceiro gol da partida, o segundo do Dragão, o jogo caiu de rendimento. As duas equipes começaram a se proteger mais, tocaram mais a bola, procurando os espaços para chegar ao gol adversário, porém sem sucesso.

Segundo tempo

O segundo tempo começou com o Galo buscando o gol de empate. O time mineiro sufocava o Dragão, e após a entrada de Luan, os mandantes melhoraram muito e, aos 6 minutos, chegou ao empate. Marcos Rocha cobrou lateral para a área e Luan, com seus 1m70 de altura, acabou vencendo a marcação goiana e anotou o gol de empate numa cabeçada: 2 x 2.

O clube alvinegro passou a dominar a partida até chegar a virada, aos 19 minutos. Em jogada de Valdívia, que rolou a bola na ponta direita para Fred chutar de primeira. A bola desviou em Gilvan e morreu no fundo das redes: 3×2.

O Atlético Goianiense sentiu muito a virada e caiu de rendimento. A equipe rubro-negra tentava com Luis Fernando e Paulinho, mas não conseguia passar da marcação de Leonardo Silva e, principalmente, de Elias. O panorama seguiu até o término do jogo: dificuldades no meio campo e, com isso, foi o Galo que comemorou a vitória no embate de Atléticos.
FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 3×2 ATLÉTICO-GO
Local:  Arena Independência (MG)
Data: 09/11/17
Horário: 20h
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)
Público total: 8.204
Renda: R$ 11.055,00
Assistentes: Bruno Boschilia (PR) e Victor Hugo dos Santos (PR)
GolsCAM (Fábio Santos 15′ 1T, Luan 6′ 2T, Fred 19′ 2T.); ACG (Diego Rosa 5′ 1T, Andrigo 26′ 1T)
Cartões Amarelos: Galo: Marcos Rocha, Leonardo Silva, Adílson, Cazares, Robinho e Fred, Dragão: Jonathan, Gilvan, Paulinho, Luis Fernando, Diego Rosa
ATLÉTICO-MG: Victor, Marcos Rocha, Leo Silva, Gabriel, Fábio Santos; Adilson (Yago), Elias, Cazares (Luan), Valdívia (Gustavo Blanco); Robinho e Fred.
Técnico: Oswaldo Oliveira
ATLÉTICO-GO: Kléver; Jonathan, Gilvan, William Alves e Breno Lopes; Marcão Silva, Igor (Pedro Henrique, Andrigo (Paulinho), Jorginho e Luiz Fernando; Diego Rosa (Niltinho)
Técnico: João Paulo Sanches.

Comentários

comentários