Na memória: Atlético praticamente sela acesso com vitória diante do Goiás

(Foto: Rosiron Rodrigues/GEC)
Anúncios

O ano de 2016 foi especial para o torcedor do Atlético. Além de ver sua equipe ser campeã da Série B daquela temporada, subindo à primeira divisão do futebol nacional, o Dragão também não foi derrotado pelo Goiás em clássicos. Foram quatro partidas, com duas vitórias rubro-negras e dois empates.

Renato Kayzer projeta “finais” na Série B 2018!

No último embate realizado naquele ano, o Atlético, até então treinado por Marcelo Cabo, derrotou o Goiás por 4 a 2, de virada, pela 34ª rodada da Série B, e, praticamente, selou seu acesso. O time goiano veio a carimbar sua subida na partida seguinte, diante do Londrina. A derrota foi amarga para o Verde, que ficou sem pretensões no campeonato, distante do rebaixamento e do G-4. O Goiás, na época, era treinado por Gilson Kleina.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Goiás abre placar, mas Bambu iguala tudo

Os pouco mais de oito mil torcedores presentes no Serra Dourada viram o Goiás começar melhor o clássico. Logo aos 26 minutos, Walter aproveitou cruzamento de Rossi, vindo da direita, e concluiu, sem chances para Kléver, para abrir o marcador.

Minutos mais tarde, aos 37, Pedro Bambu soltou um canudo de longa distância e igualou tudo no confronto. O arremate de direita do volante ainda bateu na trave de Márcio antes de morrer no fundo das redes.

Luiz Fernando entra e decide

A segunda etapa começou monótona, com ambas equipes se estudando muito antes de atacarem. O jogo ganhou em emoção apenas depois da entrada de Luiz Fernando na vaga de Gilsinho.

O atacante rubro-negro anotou o gol da virada dois minutos depois de ter entrado. Matheus Ribeiro fez a jogada de linha de fundo pelo lado direito e cruzou rasteiro, na medida, para Luiz chegar e carimbar seu primeiro tento na partida.

O mesmo Luiz Fernando foi o responsável pelo terceiro gol do Atlético, aos 35. Pedro Bambu ganhou na corrida da marcação pela direita e acionou o atacante em cruzamento preciso. Luiz só teve o trabalho de finalizar na saída do Márcio para incendiar a torcida rubro-negra.

Após os 40, o jogo ganhou em emoção com dois gols: um para cada lado. Primeiro, Léo Gamalho aproveitou escanteio e diminuiu para o Goiás. Minutos depois, David Duarte selou a vitória do Dragão ao desviar contra o próprio patrimônio e marcar contra. Ainda teve tempo para Léo Lima, do Verde, ser expulso na reta final de partida.

Ficha técnica:
Atlético 4 x 2 Goiás
34ª rodada da Série B
Data: 05 de novembro de 2016
Horário: 17h
Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)

Árbitro: Edmar Campos da Encarnação (AM)
Assistentes: Marcos Santos Vieira (AM) e Jander Rodrigues Lopes (AM)
Amarelos: Ricardo Silva, Jorginho e Alison (ACG); Adriano, Márcio, Wesley Matos e Léo Lima (GEC)
Vermelho: Léo Lima (GEC) aos 44′ 2T
Gols: Walter (GEC) aos 26′ 1T (0-1); Pedro Bambu (ACG) aos 37′ 1T (1-1); Luiz Fernando (ACG) aos 28′ e 35′ 2T (2-1 e 3-1); Léo Gamalho (GEC) aos 40′ 2T (3-2); David Duarte (GEC), contra, aos 44′ 2T (4-2)

Atlético: Kléver; Matheus Ribeiro, Marllon, Ricardo Silva e Romário; Pedro Bambu, Michel e Magno Cruz; Jorginho (Bruno Barra), Gilsinho (Luiz Fernando) e Júnior Viçosa (Alison).
Técnico: Marcelo Cabo
Goiás: Márcio; Ednei, Wesley Matos, David Duarte e Juninho; Adriano (Marcão), David (Patrick) e Léo Sena; Rossi, Léo Gamalho e Walter (Léo Lima).
Técnico: Gilson Kleina

Comentários

comentários

PUBLICIDADE