5.6 C
New York
quarta-feira, dezembro 6, 2023
InícioQuadraVôleiHítalo Machado alerta para evolução do MonteCristo e rejeita favoritismo nos playoffs

Hítalo Machado alerta para evolução do MonteCristo e rejeita favoritismo nos playoffs

Treinador do Jaó ressalta crescimento da equipe de Paulo Martins e afirma que times entram em quadra em condição de igualdade

É amanhã. O clássico goiano entre MonteCristo e Jaó, que abre a série melhor de três dos playoffs da Superliga B, tem seu primeiro jogo nesta terça-feira, 21, às 20h, na Arena MonteCristo. No clima do momento decisivo, o treinador do Clube Jaó/Universo, Hítalo Machado, conversou com a reportagem do Esporte Goiano e fez uma avaliação do rival na quarta de final.

Hítalo manteve a postura de Paulo Martins, treinador do adversário, e elogiou o MonteCristo. Para o comandante do Jaó, houve evolução no Moc desde a última vez que as equipes se encontraram.

– Apesar dos altos e baixos que tiveram dentro da competição, conseguiram evoluir. O Paulo realizou várias mudanças dentro da equipe, até mesmo radicais, que deram corpo ao time deles. Nós estamos bem atentos e estudados e acreditamos que tem tudo para dar certo.

- Anúncio -
Confira a tabela da Superliga B

Questionado sobre as qualidades individuais do MonteCristo, Hítalo Machado preferiu avaliar o adversário por completo.

– A equipe do MonteCristo, como um todo, é perigosa. Na parte tática, ofensiva, proteção de ataque. Não destaco um jogador ali sendo o mais perigoso. Toda a equipe é perigosa, desde a comissão técnica até os atletas.

Favoritismo

Em entrevista ao Esporte Goiano, Paulo Martins jogou o favoritismo para o lado auriazul. Segundo o treinador do Moc, a campanha realizada na fase de classificação credencia o Jaó como favorito na série de playoff. Hítalo Machado, contudo, vê as equipes em condição de igualdade.

– É uma questão de ideologias. Fizemos uma boa campanha, poderíamos nos colocar nessa posição. Mas não é o ideal, porque o campeonato hoje está 0 a 0. Não tem diferença entre as equipes. O favoritismo é para os dois lados. Até porque, eles são atuais campeões goianos, em cima da gente. Penso que o favoritismo não existe. Está tudo igual – afirmou.

E para quebrar a igualdade, Hítalo aposta no psicológico. De acordo com o comandante, os detalhes farão diferença e ele garante que tem trabalhado todos os pontos.

– Entramos em um período da competição no qual o detalhe faz toda a diferença. A parte técnica, a parte tática já estão todas trabalhadas. O psicológico faz toda a diferença nesse período. É estar com a cabeça boa, integrado junto com a equipe e unido. Isso vai fazer a diferença nesse momento – argumenta.

Campanha consistente

Oito jogos, sete vitórias, uma derrota. 23 sets ganhos em 34 disputados. 20 pontos somados e a vice-liderança. Essa foi a campanha do Jaó/Universo na fase de classificação da Superliga B. O time somou pontos em todas as partidas, mesmo na derrota de 3 sets a 2 para o Uberlândia Gabarito.

Hítalo Machado, que assumiu o Jaó após a saída de Nutti, classifica a performance na fase inicial como boa, vê oscilação na equipe, mas nota evolução nas atuações dos auriazuis.

– Fizemos uma boa campanha, bons resultados, bons jogos. Oscilamos, como qualquer equipe, mas o saldo foi bem positivo. Tivemos um crescimento muito grande desde o início da preparação para a Superliga, em dezembro, até o último jogo contra o Araucária. Nosso time evoluiu muito. Os meninos mais velhos conseguiram passar uma boa experiência para os mais novos. Fizemos um bom trabalho durante esse período, mas a única vantagem é que poderemos decidir o playoff em casa – ressaltou.

Rafael Tomazeti
Jornalista formado pela Universidade Federal de Goiás. Fã de esportes e apaixonado pelo estado de Goiás. Trabalhou na Rádio Universitária 870 AM, TV UFG, Rádio 730/Portal 730, Jornal Diário do Estado, Diário de Goiás e Rádio BandNews.
Anúncio

Últimas

Anúncio
error: Este conteúdo é protegido por direitos autorais!