5.6 C
New York
terça-feira, janeiro 18, 2022
Início Futebol Atlético Diretor do Dragão busca regionalização de torcida e imagina reformulação dos estaduais

Diretor do Dragão busca regionalização de torcida e imagina reformulação dos estaduais

Em entrevista ao Esporte Goiano durante o Conselho Técnico do Campeonato Goiano de 2022, o diretor administrativo do Atlético-GO, Marcos Egídio, tocou em vários pontos diferentes. O dirigente do Dragão abordou a regionalização da torcida, traçou a sua análise acerca da próxima edição e vislumbrou uma reformulação dos estaduais.

Mais do Dragão
Adson afirma que torcida foi a mais importante do estado no ano
Confira a classificação completa e atualizada do Brasileirão Série A

Perguntado sobre a divisão dos grupos para o Goianão de 2022, Marcos Egídio afirmou que teoricamente a chave em que o Atlético se encontra é mais forte, mas que isso também possui o seu lado positivo.

- Anúncio -

“Quando a gente olha para a tabela, podemos achar que é. Mas o Campeonato Goiano vem sempre pegando algumas peças e trazendo times bons. Nesse que passou, o Grêmio (Anápolis) foi campeão. […] Você pode olhar Atlético, Vila e Aparecidense, mas na outra chave o Goiás também vai enfrentar times bons. Por outro lado, enfrentar adversários que vão disputar o Campeonato Brasileiro em divisões inferiores é bom também, porque você já começa a se preparar melhor”, projetou.

Regionalização e reformulação

Na intenção de se tornar uma potência cada vez maior entre as torcidas do estado, o Campeonato Goiano pode ser um ótimo caminho para o Dragão. “O Atlético sempre vem fazendo bons campeonatos desde 2006, buscando o seu lugar, como o Goiás buscou, o Vila. Valorizar a competição é importante porque forma torcedor regional. Precisamos de novos torcedores aqui no Campeonato Goiano”, disse Marcos Egídio.

Além disso, o diretor administrativo do clube crê que nos próximos anos os estaduais serão disputados de maneira diferente. “Os campeonatos regionais vão ter que ser repensados. Não pode um clube do interior ter dois, três meses de campeonato e ficar o ano todo parado. A gente imagina que isso vai acontecer e aí os grandes clubes entrariam nas etapas finais, não no início. Isso vai ser reformulado com o tempo, eu acredito”, encerrou.

Acompanhe o EG também nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram e Youtube.
Luiz Felipe Mendes
Jornalista formado pela PUC Goiás. Amante de todos os esportes, especialmente futebol e futebol americano.
Anúncio

Últimas

Atlético-GO tem interesse em retorno de atacante, mas negociação é complicada

O Atlético Goianiense tem interesse na contratação do atacante Everaldo Stum, de 30 anos, que atualmente estaca no Kashima Antlers, do Japão....

Goiás demonstra interesse em atacante do Kashiwa Reysol, ex-Atlético-GO

O Goiás tem interesse na contratação do atacante Pedro Raúl, de 25 anos, que está atualmente no Kashiwa Reysol, do Japão, e...

Morrinhos aplica goleada no Goiatuba em jogo-treino

O Morrinhos goleou o Goiatuba pelo placar de 5 a 1 em jogo-treino na noite desta segunda-feira (17). A partida foi realizada...

Levantador cobra reação rápida do Goiás Vôlei após nova derrota

A derrota para a Apan Blumenau encerrou a sequência de duas vitórias do Goiás na Superliga. O bom momento, no entanto, não...

Da terra dos dinossauros, adversário do Goiás nunca venceu na Copa do Brasil

O Sousa Esporte Clube tem um dos escudos mais icônicos do futebol brasileiro. O, ao que parece, sorridente dinossauro verde é o...
Anúncio