5.6 C
New York
segunda-feira, julho 22, 2024
InícioFutebolGoiásZanardi reconhece pressão no cargo e diz que leva de forma "natural"...

Zanardi reconhece pressão no cargo e diz que leva de forma “natural” as cobranças no Goiás

O técnico do Goiás, Márcio Zanardi, afirmou que reconhece a pressão no cargo e diz que leva de forma natural as cobranças que vem sofrendo. O treinador frisou ao ser questionado sobre uma demissão, que está nas mãos da diretoria do clube a decisão. No entanto, saiu em sua defesa ao falar que no Brasil todo treinador precisa ser “imediatista”. 

Mais do Verdão: 
Goiás e Chapecoense se enfrentam pela 1° vez na Série B; veja retrospecto
Galhardo projeta futuro do Goiás na Série B 
Ex-Goiás, Ney Franco irá comandar time de Santa Catarina 

– Essa pergunta tem que ser feito para o Lucas e o Paciello (sobre demissão). Naturalmente, eu levo de forma tranquila. Essa pressão é normal. A gente precisa entender o todo, eu sou um treinador de futebol onde no Brasil todos tem que ser imediatistas. Se o Renato, o Dorival o Tite foram xingados, eu não vou ter essa pretensão de não ser xingado. Faz parte do mundo do futebol, todos entendem. Estamos brigando lá em cima, não foi o resultado que nós queríamos, mas é trabalhar e fazer as coisas acontecerem. 

- Anúncio -

Zanardi frisou que o resultado contra a Chapecoense, derrota por 2×1, não foi condizente com o que o Verdão apresentou. Voltou a defender a “plataforma de jogo” com três zagueiros e destacou que a equipe precisa trabalhar mais para acabar com a má fase.

– O resultado não refletiu o que nós jogamos. Não foi em cima da nossa plataforma que perdemos, tivemos bastante posse, bastante finalização. Tivemos dois erros em transição, faz parte do jogo, e sofremos a derrota. Se tivéssemos feito o gol no lance do Galhardo, era num momento de um volume bom, mas não era para ser. Jogaram no nosso erro e aproveitaram. O resultado não foi feito, é ter calma e tranquilidade. Não dá para fazer uma análise somente em cima do resultado, é como um todo.

O Goiás com a derrota para a Chapecoense é quinto colocado com 21 pontos, mas poderá cair até para a nona colocação. Para isso não ocorrer, terá que torcer contra Vila Nova, Sport, Coritiba e Mirassol que ainda jogam na 14° rodada. 

Acompanhe o EG também nas redes sociais: FacebookTwitterInstagram e Youtube.
Willian Rommel
Jornalista formado na UFG. Pós graduado em jornalismo esportivo pela faculdade Estácio. Trabalhou na Rádio Universitária 870 AM, na Rádio Difusora 640 AM, Rádio Bandeirantes Goiânia, Diário de Goiás e na TV UFG. Profissional na área esportiva desde 2012.
Anúncio

Últimas

Anúncio
error: Este conteúdo é protegido por direitos autorais!
P