Vila Nova vence o Boa e abre vantagem no G-4

1
14
(Foto: Vitor Monteiro/Esporte Goiano)

O Vila Nova começou o segundo turno da Série B com vitória. Em jogo complicado, o clube colorado mostrou suas características marcantes no nacional (marcação forte e eficiência ofensiva) para ganhar do Boa Esporte-MG por 1 x 0. Assim como na rodada anterior (1×0 sobre o Londrina, fora), Alípio fez o gol da partida.

Com a vitória, o Tigrão chega aos 35 pontos, assumindo a segunda posição (Inter, que pode recuperar a posição, joga no sábado, contra o Londrina). Além disso, garante a permanência no G-4 por mais uma rodada, no mínimo, já que abriu quatro pontos de vantagem para o Juventude, 5º colocado, que já atuou na rodada.

A equipe colorada volta a campo às 19h15 de sexta-feira, quando visita o Juventude, no Alfredo Jaconi. Já o Boa, que segue com 28 pontos, na 9ª posição, enfrentará o Ceará, às 16h30 de sábado.

1º tempo

Apesar de jogar fora de casa, o Boa Esporte dominou as ações na maior parte do primeiro tempo e finalizou mais vezes. Casagrande, em chutes de longa distância, assustou o goleiro Luís Carlos. A primeira chegada do Vila aconteceu aos 14, com bela trama entre Maguinho e Mateus Anderson, com finalização do lateral acertando a rede, por fora. O clube mineiro marcou aos 17, mas teve o gol anulado. Ruan fez cruzamento rasteiro da direita, com Casagrande e Thaciano livres na pequena área. O meia completou para o gol, mas a arbitragem pegou impedimento, anulando o lance.

Na reta final do primeiro tempo, o Vila foi para cima. Após jogada individual de Maguinho, Mateus Anderson errou o chute da entrada da área. Em outro lance, Adan fez bem o papel de pivô, escorando de cabeça para Mateus, que chutou rasteiro, perto da trave, aos 40. A resposta mineira veio no minuto seguinte, quando Thaciano soltou um petardo e a bola passou muito perto do ângulo.

As melhores chances da etapa inicial vieram nos últimos minutos. Aos 44 minutos, os visitantes chegaram: Rodolfo entortou a marcação de Gastón pela direita, puxou para o centro e, de canhota, acertou uma bomba, carimbando a trave. No último lance, o Vila balançou as redes, mas o gol foi anulado. Geovane chutou rasteiro de fora da área, Fabrício espalmou e, no rebote, Mateus Anderson tocou rasteiro para Tiago Adan, livre na pequena área, balançar as redes.

2º tempo

O segundo tempo começou parelho, com o Vila avançando mais. A primeira oportunidade goiana aconteceu aos 12, quando Moisés deu linda enfiada de bola para Maguinho na direita. O lateral avançou e cruzou rasteiro para a área, Mateus Anderson deixou passar e Alípio chegou finalizando cruzado, rasteiro, mandando no cantinho: 1 x 0.

Em busca do empate, o Boa não conseguia passar a defesa vilanovense. Dessa forma, passou a apostar em jogadas pelo alto e, em cabeçadas de Casagrande, levou perigo ao goleiro Luís Carlos.

O Tigrão ainda teve chance de ampliar, mas Moisés preferiu arriscar chute colocado da entrada da área ao invés de acionar Alípio na ponta esquerda. Fabrício defendeu sem dar rebote. Na reta final, o técnico Hemerson Maria fechou o time, posicionando a equipe goiana para contra-atacar. Apesar de ter a bola no campo ofensivo, o Boa não conseguiu produzir nada efetivo. Aos 50, o árbitro colocou ponto final no duelo: Vila Nova 1 x 0.

Ficha técnica:
Vila Nova 1 x 0 Boa
20ª rodada Série B
Data: 11/08/2017
Horário: 20h30
Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia
Arbitragem: Rodrigo Alonso Ferreira (SC); Henrique Neu Ribeiro (SC) e Éder Alexandre (SC).
Cartões amarelos: Alemão, Ruan (VILA); Casagrande (BOA)
Gol: Alípio (VILA) aos 12′ 2T (1-0)
VILA NOVA: Luis Carlos; Maguinho, Alemão, Brunão e Gastón; Geovane, Claudinei e Alípio (PH); Mateus Anderson, Moisés (Marcos Paulo) e Tiago Adan (Léo Rodrigues).
Treinador: Hemerson Maria
BOA: Fabrício; Ruan, Laércio, Júlio Santos e Paulinho; Escobar (Wesley), Diones (Eduardinho) e Thaciano; Reis, Rodolfo (Léo Baiano) e Casagrande.
Treinador: Nedo Xavier

Comentários

comentários