Tigre quer ser ‘visitante indigesto’ em duelo no Beira Rio, confia Wesley Matos

0
22
Foto: Douglas Monteiro / Comunicação Vila Nova

O zagueiro Wesley Matos está motivado para o duelo contra o Internacional neste sábado, 11, pela 35ª rodada do Brasileiro da Série B, e disse que o Vila vai tentar surpreender o colorado gaúcho no Beira Rio, com os donos da casa precisando vencer para retornar à Série A de forma antecipada. Terão que contar também com uma derrota do Paraná contra o Luverdense, em casa, ou derrota/empate do Oeste diante do Juventude, no Alfredo Jaconi.

— É um time grande que vamos enfrentar, não podemos vacilar. Se vencer, o Inter estará na 1ª Divisão. Com toda essa atmosfera, eles pressionados, pode ser um jogo incrível para a gente. Vamos tentar surpreendê-los — disse o defensor.

Leia mais do Tigre!

Questionado se com a queda de rendimento do Tigre no 2º Turno os jogadores tivessem desanimado quanto ao acesso para a Série A em 2018, Wesley foi sincero: ‘‘Não vejo por esse lado. É nítido que houve queda de rendimento nos últimos jogos, mas não é questão de desânimo. O professor (Hemerson Maria) está tentando achar soluções dentro do elenco. O momento é de autocrítica e criamos uma autoanálise de nós mesmos. Agora chegou a hora do jogador tirar aquela coisa a mais de dentro e sair da zona de conforto’’, conclui.

O atacante Leandro Damião, um dos artilheiros do Inter na Série B (8 gols), está relacionado. Porém, a titularidade não está confirmada, já que se queixa de dores na coxa esquerda. O zagueiro Danilo Silva também sentiu dores, só que este está fora. Wesley Matos ressaltou que Damião pode ser um desfalque de peso, mas que Carlos, que deve começar jogando, tem entrado bem e decidido algumas partidas.

Perguntado se torceria para uma vitória do rival Goiás nesta rodada, diante do Ceará, o Vovô que briga com o Tigre por uma vaga entre os quatro primeiros, o zagueiro não se esquivou: ‘‘O Goiás tem seu objetivo na competição, vão dar a vida para vencer. Temos que torcer, infelizmente não dependemos só da gente. Se nosso rival nos ajudar, melhor ainda’’, finaliza.

Comentários

comentários