5.6 C
New York
terça-feira, julho 16, 2024
InícioFutebolFutebol GoianoQuais são os maiores times brasileiros de todos os tempos na Copa...

Quais são os maiores times brasileiros de todos os tempos na Copa Libertadores? 

A partir de agosto, a Copa Libertadores da América entrará em sua etapa decisiva com o início do mata-mata. Nas oitavas de final, os 16 melhores times da fase de grupos se enfrentam em confrontos eliminatórios, com partidas de ida e volta até as semifinais. Apenas a decisão será disputada em jogo único, desta vez em Buenos Aires, capital da Argentina, ainda sem estádio definido. 


Dentre os clubes que seguem na competição estão sete brasileiros, dos quais apenas o Botafogo nunca conquistou o principal torneio de clubes de futebol da América do Sul. Além dos cariocas, estão na briga os tricampeões São Paulo, Grêmio, Palmeiras e Flamengo, além do Atlético-MG, vencedor de 2013, e do Fluminense, atual campeão.
 

Na atual edição, Flamengo e Palmeiras são os dois principais times do país na disputa pelo troféu mais cobiçado do continente, de acordo com as odds disponíveis nas melhores casas de apostas no Brasil para este torneio. Curiosamente, os setes representantes nacionais estão entre os oito maiores candidatos e apenas o River Plate (ARG) está nesse meio, sendo o terceiro mais bem avaliado. 

- Anúncio -

Mas, historicamente, dentre todos os brasileiros que já disputaram e triunfaram na Copa Libertadores da América, quem são os maiores nesse quesito e por quê? Dentre todos eles, cinco se destacam por serem os únicos tricampeões do país. 

São Paulo 

O primeiro clube brasileiro a vencer três vezes a Libertadores foi o São Paulo. Depois do bicampeonato de 1992 e 1993, sob o comando de Telê Santana e as jogadas inesquecíveis de Raí, o Tricolor do Morumbi voltou a triunfar em 2005, contra o Athletico-PR, desta vez com um time capitaneado por Rogério Ceni, mas que tinha craques como Cicinho, Júnior, Mineiro, Josué, Danilo e Amoroso. 

Além dessas conquistas, o time paulista chegou à decisão em mais três oportunidades, perdendo o título para os argentinos do Independiente em 1974 e do Vélez Sarsfield em 1994, além do Internacional em 2006. 

Santos 

Seis anos após o tri do São Paulo, outra equipe brasileira deu a volta olímpica pela terceira vez na maior competição do continente sul-americano. Bicampeão em 1962 e 1963 com o esquadrão de Pelé, Pepe, Coutinho e companhia, o Santos celebrou mais uma conquista de Libertadores em 2011 com a geração de Neymar e Paulo Henrique Ganso, diante do Peñarol (URU). 

O Peixe também bateu na trave mais duas vezes, perdendo a final de 2003 para o Boca Juniors (ARG) e mais recentemente o clássico contra o Palmeiras, em final única no Maracanã na edição de 2020 (mas disputada em janeiro de 2021). 

Grêmio 

Por sua vez, o Tricolor Gaúcho foi o terceiro brasileiro tricampeão da Libertadores. O Imortal já havia vencido as edições de 1983 e 1995 e voltou a comemorar o título em 2017 sobre o Lanús (ARG), com um time dirigido pelo técnico Renato Gaúcho (que havia vencido como jogador na primeira conquista) e o brilho do camisa 7 Luan, então em sua melhor fase e considerado o Rei da América naquele ano. O Grêmio também foi vice em 1984 e 2007, perdendo para o Independiente (ARG) e o Boca Júniors (ARG), respectivamente. 

Palmeiras 

Até o início de 2021, o Palmeiras tinha apenas um título de Libertadores em seu currículo, mas isso mudou rapidamente desde que o treinador português Abel Ferreira desembarcou no Brasil e assumiu o time da Barra Funda. Sob o seu comando, os alviverdes venceram duas edições no mesmo ano, a de 2020, disputada contra o Santos no começo da temporada seguinte, e a de 2021, diante do Flamengo em decisão realizada em Montevidéu, no Uruguai. 

Com isso, o Verdão possui hoje seis finais continentais, com mais três vice-campeonatos, em 1961 para o Penãrol, 1968 para o Estudiantes (ARG) e 2000 para o Boca Juniors. 

Flamengo 

O mais recente tricampeão sul-americano é o Flamengo, que depois do título de 1981 ainda nos tempos de Zico e companhia, voltou a vencer a Libertadores com o super time de Gabigol, Bruno Henrique e Arrascaeta. Em 2019, bateu o River Plate de virada nos últimos minutos com dois gols de Gabriel. Já em 2022, novamente com um tento do artilheiro revelado pelo Santos, derrotou o Athletico-PR. Os rubro-negros carregam ainda o vice de 2021 para o Palmeiras. 

Anúncio

Últimas

Anúncio
error: Este conteúdo é protegido por direitos autorais!
P