Goiânia Guarás busca consolidar crescimento no futebol americano

Equipe que migrou do flag para o fullpad aposta em intercâmbio com adversários poderosos para galgar posições no cenário da modalidade e chegar a competições importantes

0
163
Foto: Reprodução/Goiânia Guarás

Embora os obstáculos ainda sejam muitos, o futebol americano já é realidade em Goiás. O Estado tem o bem-sucedido Goiânia Rednecks, que se fortaleceu há alguns anos após a fusão com o Vila Nova Tigres e hoje disputa os playoffs da principal liga da modalidade no país. Porém, há outra equipe que aspira ser grande no esporte: o Goiânia Guarás.

Fundado em 2012 por um grupo de amigos, o Guarás começou no flag football, como qualquer outro time brasileiro no futebol americano. Depois de três anos jogando nesta categoria, a equipe resolveu ousar e apostou no fullpad.

Contudo, a migração não é tão simples. O elenco do Guarás conta com cerca de 50 atletas, mas o time tem equipamento, entre shoulder pads e capacetes, suficiente apenas para metade do plantel. Desde o ano passado, a equipe se regularizou como empresa e procura parceiros para manter vivo o sonho de disputar torneios regionais e nacionais.

Mais do futebol americano em Goiás

O caminho para chegar a uma BFA, por exemplo, é longo. Para se desenvolver e chegar ao nível competitivo, o Guarás tem investido em amistosos contra os consolidados times da região. Recentemente, a equipe de Goiânia encarou, além dos Rednecks, o Leões de Judá (DF), Brasília Alligators e Tubarões do Cerrado. Para o objetivo da associação, os placares pouco importam. Com a Copa Central de Futebol Americano na mira, o presidente se mostra animado.

– O time está mais técnico do que nunca. Fizemos cinco amistosos em seis meses. Para o futebol americano do Brasil, isso é agenda lotada. Fizemos alguns sacrifícios para isso. Por exemplo, nosso head coach Vitor Monte era wide receiver e pendurou as chuteiras em favor da profissionalização do time. Para esta copa viemos preparados tecnicamente de fato – afirmou Eduardo Júnior.

No calendário da matilha, há a partida decisiva pela Copa Central. Neste sábado, 7, a equipe encara o Brasília V8, às 18h30, no Sesi Ferreira Pacheco. Quem quiser acompanhar o duelo pode adquirir o ingresso no valor de R$10.

Comentários

comentários