Goiás perde para CRB e segue ameaçado pelo rebaixamento

0
24
Foto: Ailton Cruz

O Goiás perdeu mais uma partida na Série B. Na noite desta terça-feira, o time esmeraldino sofreu na bola aérea e foi derrotado pelo CRB por 2 a 1 no Rei Pelé. O resultado mantém o Alviverde com riscos de rebaixamento a duas rodadas do fim da Série B.

O próximo duelo será contra o último em casa na temporada. O Verde recebe o Internacional, no sábado, 18, às 17h. O Goiás segue com 44 pontos, na 14ª posição na tabela. Caso o Luverdense, atual 17º colocado, não vença o Guarani na sexta-feira, o time goiano se livra do descenso sem precisar somar pontos nas rodadas que restam.

Veja como foi cada lance do embate

Defesa sofre no alto

O CRB começou a partida na empolgação da torcida. O Galo da Pajuçara partiu para cima e chegou a balançar a rede no primeiro minuto. Zé Carlos, porém, estava impedido e o lance foi anulado. Apesar do domínio regatiano, o Goiás teve duas finalizações perigosas com Júnior Viçosa nos 15 primeiros minutos.

O jogo era morno, apesar do crescimento esmeraldino nos minutos seguintes. A falta de combatividade do Verde foi punida aos 29 minutos. Zé Carlos mostrou faro artilheiro, aproveitando a falha de Matheus Ferraz e completando cruzamento de Ratinho para as redes com um peixinho.

A desvantagem no placar não fez os visitantes jogarem com urgência. O 1 a 0 para o Galo da Pajuçara parecia não incomodar tanto o Goiás, que mantinha a lentidão nas jogadas e só chegava à área com cruzamentos feitos a esmo.

O castigo dobrou no fim da primeira etapa. Após cobrança de falta de Diego, Adalberto foi muito bem na área, apareceu como um raio, venceu os zagueiros esmeraldinos e cabeceou sem chances para Marcelo Rangel, aumentando o prejuízo alviverde.

Devagar

O segundo tempo foi ainda mais lento que o primeiro. Embora estivesse perdendo por 2 a 0, o time goiano não adotou postura muito ofensiva. Sem penetração, o Goiás só assustava nos chutes a longa distância. O arremate de Péricles, aos quatro minutos, foi a principal jogada alviverde no início. Edson Kolln fez a defesa em dois tempos na ocasião.

O CRB aproveitou a ineficácia esmeraldina para cozinhar a partida. A equipe alagoana, vez ou outra, ia ao ataque e arriscava chutes de longe. As finalizações regatianas, contudo, não incomodaram Marcelo Rangel.

Hélio dos Anjos tentou animar o time com as entradas de Michael e Nathan nos lugares dos apagados Carlos Eduardo e Aylon. Porém, o Goiás continuou mal. Apático em campo, os goianos nada criavam. Até mesmo as finalizações em bolas paradas, como a de Elyeser aos 31, passavam longe do gol.

A partida seguiu amarrada, mas o Esmeraldino conseguiu diminuir. Aos 41, Nathan cruzou, Kolln foi mal na hora de afastar e a bola ficou boa para Júnior Viçosa tocar de cabeça e marcar. O gol deu esperanças, que foram materializadas em duas faltas próximas a área cobradas por Carlinhos, mas frustadas após os desvios para fora de Pedro Bambu e Matheus Ferraz.

Ficha Técnica
CRB 2 x 1 Goiás – 36ª rodada da Série B
Data: 14 de novembro de 2017
Horário: 21h30
Local: Estádio Rei Pelé; Maceió, AL

Árbitro: Felipe da Silva (PR)
Assistentes: Luiz Renesto (PR) e Diogo Morais (PR)

Amarelos: João Paulo, Chico, Zé Carlos, Neto Baiano (CRB); Léo Sena, Carlinhos, Aylon (GOI)
Gols: Zé Carlos, 29’1T, Adalberto, aos 49’1T (CRB); Júnior Viçosa, aos 41’2T (GOI)

CRB: Edson Kolln; Marcos Martins, Flávio Boaventura, Adalberto e Diego; Yuri, Rodrigo Souza (Jorginho), Tony e Edson Ratinho; Chico (Erick Salles) e Zé Carlos (Neto Baiano).
Técnico: Mazola Júnior.

Goiás: Marcelo Rangel; Pedro Bambu, Fábio Sanches, Matheus Ferraz, Carlinhos; Péricles (Saavedra), Elyeser, Léo Sena; Aylon (Nathan), Carlos Eduardo (Michael) e Júnior Viçosa.
Técnico: Hélio dos Anjos.

Comentários

comentários