Filme repetido: Vila empata pela quarta vez seguida, agora contra Figueirense

0
13
(Foto: Vitor Monteiro/Esporte Goiano)

Para a infelicidade dos colorados, o filme das últimas rodadas se repetiu. Pela quarta vez consecutiva (a sétima nas últimas 10 rodadas), o Vila Nova apenas empatou. Na noite desta terça-feira, o clube goiano ficou no 1 x 1 contra o Figueirense, pela 36ª rodada da Série B e viu o sonho do acesso ir por água abaixo. Luidy e Claudinei marcaram os gols do confronto.

Com o empate, o Tigre chega aos 55 pontos, mantendo o sétimo lugar. Está três pontos abaixo do Paraná, quarto colocado. Já o Figueira ainda não conseguiu, matematicamente, assegurar a permanência. Com 44 tentos, continua na 13ª posição. Na penúltima rodada, o Vila encara o Náutico, na Arena Pernambuco, às 17h30 de sábado. No dia anterior, às 21h30, o clube catarinense visita o Juventude no Alfredo Jaconi.

Deu sono

A etapa inicial foi de poucas emoções, com o Vila apático e sem objetividade. Aos 4 minutos, o Tigre buscava o ataque, mas Maguinho foi desarmado no campo ofensivo. Com muita velocidade, o Figueira foi fatal no contragolpe: Dudu arrancou pela direita e lançou Luidy, que invadiu a área e soltou uma bomba: 0 x 1.

Na frente do placar, o clube alvinegro se fechou, buscando mais contra-ataques, enquanto o Vila mantinha maior posse de bola. No entanto, a equipe colorada mostrava falta de criatividade e insistia em cruzamentos, ora com Maguinho (atuando como ponta direita), ora com Gastón. A única tentativa de gol foi em uma bicicleta sem direção de Lourency. Quando a ida para os vestiários com o revés parecia certa, o time goiano chegou ao empate. Alan Mineiro cobrou falta para a área, Wesley Matos ajeitou de cabeça e Claudinei cabeceou para o fundo das redes aos 44 minutos: 1 x 1.

Outra postura, mesmo final

O técnico Hemerson Maria promoveu a entrada de Jenison no lugar do apagado Lourency. A peça nova entrou mostrando vontade e aos 40 segundos fez boa jogada, tabelando com Ruan e, sem ângulo, batendo para fora. Foi só uma mostra que o Vila teria outra postura no segundo tempo.

O jogo ficou aberto, com o Vila buscando o gol e o Figueirense contando com os ágeis Luidy, Dudu e Jorge Henrique para puxar os contra-ataques. Ainda assim, o domínio seguia sendo dos mandantes. Aos 18, Alípio dividiu com Saulo após cruzamento de Anderson Luís e quase marcou. Três minutos mais tarde, Alan Mineiro cobrou escanteio, a defesa catarinense afastou e Ruan pegou a sobra. Da entrada da área, chutou forte, a bola desviou em Alemão na área e morreu no cantinho. A comemoração colorada, no entanto, foi interrompida com o bandeira assinalando o impedimento.

Joãozinho deu ótimo passe para Jorge Henrique pegar de primeira, mas errar a direção aos 27. A resposta goiana veio aos 34, quando Marcelinho dominou no peito após assistência de Gastón e mandou perto do gol. Aos 42, Henan invadiu a área pela direita e bateu cruzado, a bola passou na pequena área e Jorge Henrique não alcançou. Nos minutos finais, o Vila foi todo ataque, com Wesley Matos atuando como centroavante. Marcelinho e Ruan erraram finalizações de fora da área.

No último lance, após boa trama, o Vila perdeu a chance da vitória. Wesley Matos pedalou pela direita, levou até a linha de fundo e cruzou rasteiro. Jenison trabalhou como pivô e escorou para Alan Mineiro na área, de frente para a meta. No entanto, o camisa 10 pegou fraco em um chute rasteiro, mandando no meio do gol. Com o apito final, a torcida colorada voltou a mostrar sua insatisfação, vaiando o time e o principal alvo da ira dos torcedores foi Alan.

Ficha técnica:
Vila Nova 1 x 1 Figueirense
36ª rodada da Série B 2017
Data: 14/11/2017
Horário: 20h30
Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia
Público: 1.737 pagantes
Público total: 2.702
Renda: R$ 24.240,00
Arbitragem: Leonardo Garcia Cavaleiro (RJ); Danilo Ricardo Simon Manis (RJ) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (RJ)
Cartões amarelos: Jenison (VIL) e Dudu Vieira (FIG)
Gols: Luidy (FIG) aos 4′ 1T (0-1) e Claudinei (VILA) aos 44′ 1T (1-1)
VILA NOVA: Luís Carlos; Maguinho (Alípio), Alemão, Wesley Matos e Gastón; Claudinei, PH (Marcelinho), Anderson Luís, Alan Mineiro e Ruan; Lourency (Jenison).
Treinador: Hemerson Maria
FIGUEIRENSE: Saulo; Dudu (Ferrugem), Naylhor, Henrique Trevisan e João Lucas; Zé Antônio, Dudu Vieira, João Paulo (Guilherme Lazaroni), Luidy (Joãozinho) e Jorge Henrique; Henan.
Treinador: Milton Mendes

Comentários

comentários